Moda Sem Crise — Página 2 de 25 — A tendência é ser você!
17 • novembro • 2017

A pia e porque ela é o meu divã


A PIA MEU DIVÃ – Se você soubesse o tempo que demorei para escrever o expediente você não acreditaria, como eu mesma não acreditei – logo eu que tenho facilidade com as palavras.

Escrever o “expediente” – essa descrição que aparece no final de toda coluna – é basicamente dizer quem eu sou e porque estou aqui fazendo parte desse grupo seleto de mulheres – mulheres que vivem esse universo da Moda, aliás da Moda Sem Crise.

Não sou da área. Não entendo de moda. Sou apenas alguém que consome roupas, quando as encontra do tamanho que sirva.

Mas definitivamente não é este o motivo que transformou o texto a ser escrito em uma crise existencial. Responder as perguntas “quem eu sou? por que estou aqui?” isso sim foi o gatilho para a crise. 

Continue lendo


17 • novembro • 2017

Feira Join Makers especial de Natal acontece em dezembro na Casa do Baixo Augusta


Estratégia para o desenvolvimento sustentável neste século, a Economia Criativa tem se destacado em São Paulo. E é neste cenário que surge a Feira Join Makers. O evento que chega em dezembro a sua 2ª edição tem como objetivo promover a cultura maker paulistana, valorizando processos e produtos de empreendedores alinhados com a criatividade, inovação e, principalmente, com a sustentabilidade. Iniciativa do Instituto Brasileiro de Moda (IBModa) com o site Moda Sem Crise, a Join Makers conta com a parceria da Associação Acadêmicos do Baixo Augusta, que abre as portas de sua sede, a Casa do Baixo Augusta, localizada na esquina das ruas Consolação com a Rego Freitas, Centro, para a realização da feira especial de Natal. Continue lendo


14 • novembro • 2017

De Floripa para o Brasil: Armário Coletivo planeja alcançar outras cidades


Cuidar, compartilhar, contribuir, colaborar. Caminhos da economia compartilhada para um futuro sustentável. Passos dados por algumas iniciativas que tentam amenizar os impactos da sociedade no meio ambiente, assim como tem feito o Armário  Coletivo. Desenvolvida em Florianópolis, Santa Catarina, a iniciativa surgiu, em 2014, de uma simples ação para fazer com que objetos em desuso tivessem suas vidas estendidas e atendessem o maior numero de pessoas possíveis. Após espalhar a ideia pela Capital catarinense, o projeto que propõe o compartilhamento de itens em vias públicas quer partir agora para outras cidades e estados brasileiros. Continue lendo


13 • novembro • 2017

Moda sustentável muda a forma de consumir e empreender do jovem brasileiro


NEGÓCIOS DE MODA – A indústria da moda quadruplicou na última década no Brasil. Mas o que é uma ótima notícia também tem o seu lado negativo: esse segmento é devastador e poluente. Para tentar reverter esse quadro, a tendência de se criar uma moda sustentável fica mais forte a cada ano. E é o jovem o principal impulsionador dessa mudança de comportamento, seja como consumidor, seja como empreendedor. Ele quer saber a origem do produto que está consumindo, buscando não apenas de onde vem a matéria-prima, mas também onde a roupa foi fabricada e quais são as relações de trabalho envolvidas no processo de produção. Continue lendo


10 • novembro • 2017

Sobre viajar para visitar São Paulo: Eu, a paulixtana!


LADO B – Quinta-feira 28 de setembro, 19h30, estação da Sé, Capital paulixta, e eu me pego sorrindo enquanto subia a escada de acesso à plataforma superior. Sabe quando a gente sorri de orgulho de nós mesmos? Pois é, foi um desses momentos. Fui à São Paulo sozinha conhecer amigas até então cibernéticas. Dentro de um metrô que me deixaria em um lugar totalmente, disse para mim mesma: permita-se sonhar, mas permita-se principalmente realizar seus sonhos.  Continue lendo


10 • novembro • 2017

Empreendedora aposta em financiamento coletivo para fomentar marca


O mundo está em constante mudança. O giro econômico não está mais concentrado nas grandes indústrias. E neste cenário o que não falta são ideias inspiradoras que fazem valer o desejo de quem as carrega e as coloca em prática com o objetivo de contribuir com as transformações que nos cercam. Proprietária da TheHang, uma marca de acessórios, que faz uso de resíduos em sua confecção, a empreendedora Mariana Mekbekian, 30 anos, está entre os jovens brasileiros que apostam na economia criativa e nos novos formatos de produção e consumo. Recentemente, a marca fechou parceria com a plataforma Benfeitoria e está promovendo uma campanha de financiamento coletivo. Uma tendência que cresce e tem fomentado o desenvolvimento de marcas e criadores. O objetivo é ampliar o negócio, além de produzir sob demanda. Continue lendo


09 • novembro • 2017

Feira de troca de brinquedos em Campinas alerta para consumismo infantil


#AGENDA – Trocar ao invés de comprar. Um brinquedo novo, sem tirar um tostão do bolso. A feira de troca de brinquedos do Gato Mia Café, em Campinas (SP), ganhou lugar cativo na agenda do espaço e se tornou fixa com uma edição por mês. A proposta da iniciativa é colocar a criança como protagonista e responsável pelo escambo, sem interferência dos adultos. Ela negocia e realiza a troca. A ideia é também alertar pais e responsáveis sobre os perigos do consumo infantil desenfreado e apresentar novas possibilidades de aquisição que vão além do valor monetário e do bem material. A próxima edição da feira acontece neste sábado, dia 11, às 10h. O evento é gratuito. Continue lendo


08 • novembro • 2017

Brechós de São Paulo que compram para vender


Cresce no Brasil o interesse do consumidor por peças de roupas de segunda mão. E com isso, os brechós ganham por aqui cada vez mais espaço e reconhecimento. Em ambientes físicos, seja em lojas, feiras, espaços colaborativos, ou no universo online, em perfis ou em grupos de redes sociais, o que não falta é oferta de quem empreende no ramo ‘second hand’, de forma profissional, ou apenas para garantir uma grana extra.

Mas vender é uma arte. E fotografar peças, criar uma conta, por exemplo, em uma rede social, precificar, oferecer e entregar itens dessa maneira não é tarefa fácil.

Então, para quem tem peças para desapegar, mas não tem tempo ou mesmo habilidade para venda, negociação e logística, um caminho pode ser reunir e oferecer diretamente para brechós interessados nessas compras.

Em São Paulo há um universo incrível de brechós. E embora muitos atuem com esquema de venda por consignação – em que se deixa o item em exposição para que o estabelecimento se encarregue da venda, pagando após a saída da peça – também é possível encontrar brechós que compram peças, pagando por elas antes mesmo que sejam vendidas –  o que em tempos de crise tem salvo muitas pessoas do sufoco. Continue lendo


07 • novembro • 2017

Comunicação na Moda: Que história sua marca tem para contar?


NEGÓCIOS DE MODA – Em tempos de mudanças radicais, em um mundo em que tudo tem estado, mais do que nunca em rápida e constante transformação, uma grande novidade criada neste instante, pode em questão de segundos se tornar completamente obsoleta. E uma vez que a ressignificação das coisas ganha espaço e assume a ponta como principal tendência na moda, na comunicação, na vida, a decisão de compra de um produto ou serviço não está apenas atrelada à sua publicidade no sentido literal da palavra. Com a popularização da internet e de dispositivos móveis, o cliente se tornou protagonista em tudo. E saber como contar a própria história, aproximando o público ao ponto de envolvê-lo e humanizando produtos e processos pode ser o  fator chave para o sucesso de uma marca. Continue lendo


06 • novembro • 2017

Diversidade brasileira: A indústria da maquiagem tem atendido?


BELEZA – A beleza da mulher negra brasileira vem ganhando merecidamente destaque, mas os desafios para a indústria cosmética que não se empenha a favor da diversidade tão enraizada no país são vários. Para especialistas, os avanços até aqui estão bastantes relacionados ao universo online e a forte reivindicação da sociedade por representatividade. Blogs e canais de vídeos dedicados à maquiagem da pele negra, assim como os voltados para cabelos crespos e cacheados, então em alta. Só para que se tenha uma ideia, em agosto desde ano, pela primeira vez no Brasil, as buscas no Google por cabelos cacheados superaram a procura por cabelos lisos. Os dados, que foram divulgados pelo buscador revelaram um crescimento de 232% na procura por informações sobre cuidados com cabelos cacheados no último ano e o interesse por informações sobre cabelos afro subiu 309% em dois anos. Acompanhando esse desenvolvimento, o segmento – em especial de maquiagem – têm oferecido opções, no entanto, esse público parece ainda considerado apenas como um nicho de mercado. Continue lendo


Posts antigos Posts recentes

• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Responsivo por

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: