11 • junho • 2018

Beleza Consciente: 15 marcas da cosmética orgânica e natural reunidas durante a Bio Brazil Fair


Impulsionado pelas demandas de saúde e alimentação natural, o consumo de produtos de beleza de natureza orgânica tende a se consolidar. O mercado de beleza e cosméticos é um dos que mais cresce no Brasil. E, nos últimos anos, um grande número de cosméticos orgânicos, naturais e veganos vem chegando ao mercado para atender o aumento da demanda. Terceiro país no ranking de consumo de produtos de beleza, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e Japão, o Brasil, em 2018, deve crescer 7,5% em faturamento – chegando atingir a casa dos R$ 118,2 milhões. Dentro deste universo, está também a indústria que desenvolve seus produtos fazendo uso de ingredientes e processos conectados com práticas sustentáveis, com o objetivo de conquistar e fidelizar o consumidor que quer saber exatamente no que está investindo e que exige transparência em todos os processos, até que o produto vá parar em suas mãos.

Entre os dias 7 e 9 de junho, aconteceu no Parque Anhembi, zona norte de São Paulo, as feiras Bio Brazil Fair e a Naturaltech. Aberta para o público, quem se dispôs visitar o evento pode conhecer as novidades e tendências não só de alimentação, mas também de maquiagem, estética e dermatologia. O evento pautado pela “beleza consciente” que propõe o cuidado além da própria saúde, bem como, o olhar de preocupação com o meio ambiente e com a ética animal colocou em debate assuntos como o slow beauty, greenwhasing e cruelty-free. Vale reforçar o significado desses três termos, porque o objetivo por aqui é também informar quem não teve qualquer contato até aqui com o tema.

Slow beauty é um novo conceito de beleza baseado em um estilo de vida que se preocupa, entre outras coisas, com a origem e procedência dos produtos, evitando agentes químicos, industrializados e sintéticos. Já o greenwhasing diz respeito a uma propaganda enganosa. A tradução do termo para o português pode ser algo como “lavagem verde” ou “pintando verde”. Neste caso, empresas se apropriam de termos e ações ambientais e ecologicamente corretas, com a intenção primordial de relacionar suas imagens à causa, mas não o fazem de forma genuína e em alguns casos, sequer o fazem. Uma imagem é transmitida, no entanto, a realidade é contrária. E, por fim, mas não menos importante, o cruelty-free traduzido para o nosso bom e velho português, quer dizer “livre de crueldade” e está relacionado aos produtos livres da crueldade dos testes laboratoriais realizados com cobaias animais.

Pois, bem, dito isto, vale então mencionar aqui quem ocupou os estandes espalhados pelo pavilhão do Anhembi apresentando seus cosméticos orgânicos e naturais que, aliás, se diferem basicamente da seguinte maneira: produtos naturas não sofrem – ou possuem pouca – interferência química. Eles são extratos e princípios ativos naturais com mínimos processos industriais. Enquanto isso, produtos orgânicos são certificados por órgãos reguladores e só utilizam compostos de origem orgânica em sua composição.

Almanati Cosméticos Naturais e Orgânicos: Há cinco anos desenvolve produtos 100% naturais com ingredientes orgânicos. Entre sua linha de produtos de cuidados com o corpo, como por exemplo, os cremes e esfoliantes, está a Reequilíbrio de tratamento para a pele acneica e oleosa, sendo 100% natural. A empresa tem certificações.

Anazoe Cosméticos Naturais: Linhas de xampus, condicionadores, máscaras, ativadores de cachos e umectantes desenvolvidos especialmente para cabelos crespos, cacheados e danificados. Os produtos contêm ativos vegetais extraídos direto da natureza, e são livres de sulfatos, petrolatos, parabenos, óleos minerais, corantes e essências artificiais, nunca testados em animais e sem qualquer componente de origem animal. São biodegradáveis e não poluem o meio ambiente.

Apse Cosmetics: Cosméticos 100% veganos e dermatologicamente testados, sem componentes prejudiciais à saúde e ao meio ambiente. Marca conta com produtos para todos os tipos de cabelos.

Bee Basics Cosméticos Naturais: Linha de produtos hidratantes labiais, óleos corporais e sabonetes de argila. As fórmulas são minimalistas, ou seja, poucos ingredientes, porem eficientes.

Bioart: A empresa com oito anos de história, oferece produtos que tratam a pele com ingredientes multifuncionais naturais, evitando o uso de corantes sintéticos e ingredientes tóxicos em toda a cadeia produtiva. Livres de parabenos, glúten, corantes e fragâncias sintéticas, os cosméticos são 100% veganos, com reuso de embalagens e rastreabilidade de ingredientes, além de certificações responsáveis por garantir a origem dos componentes. Entre os lançamentos da marca, produtos de dermatologia natural e linha maquiagem.

Cativa Natureza: Marca especializada na venda de cosméticos com insumos orgânicos. A Cativa Natureza busca difundir o conceito de cosméticos livres de substâncias agressoras à saúde e ao meio ambiente e não utiliza espécies de frutas e flores em extinção. Todo o processo de produção, extração e processamento de matérias-primas são rastreados e certificados.

Ekilibre Amazônia: Cosméticos naturais e produtos de higiene pessoal, artesanais, 0% sintéticos e veganos.  São biodegradáveis e produzidos de forma que não contaminem o solo, os lençóis freáticos e os rios. Todos os bioativos são extraídos da floresta Amazônica, de modo sustentável, isentos de corantes, fragrâncias artificiais e compostos sintéticos potencialmente tóxicos, como parabenos e derivados do petróleo.

Linha de sabonetes artesanais da Ekilibre – Foto: Divulgação

Glory by Nature: Linha de produtos com 29 itens em cosméticos e maquiagem – naturais, orgânicos e veganos, produzidos com aditivos da floresta amazônica brasileira. Produtos certificados rotineiramente pela Ecocert Cosmos e Peta e acondicionados em embalagens 100% recicláveis.

Glory by Nature – Foto: Divulgação

La Vertuan Dermocosméticos: Nova linha certificada pela Ecocert Cosmos, desenvolvida para abranger todos os tipos de pele, até as mais sensíveis, minimizando reações alérgicas. Todos os produtos são livres de ingredientes sintéticos, 100% veganos e não testados em animais, além da classificação hipoalergênica, característica muito requisitada por dermatologistas. Traz na sua formulação o toque brasileiro dos ativos amazônicos como Buriti e Cupuaçu.

Labot Green Cosmetics: Linha de protetores labiais que retomam os conhecimentos da medicina milenar tradicional de diversos países e aposta no protagonismo dos ingredientes naturais. Óleos vegetais, como o de argan, de oliva e o de semente de girassol,  conhecidos por suas propriedades restauradoras, antioxidantes e hidratantes, são associados a manteigas vegetais, como karite, illipe e café verde, e óleos essenciais para um resultado eficaz.

Foto: Divulgação

Multi Vegetal: Linha de fitocosméticos naturais e veganos formulados com alta concentração de ativos vegetais com produtos capilares, para banho, automassagem e saúde e beleza corporal. São eco-friendly e sustentáveis, feitos com recursos vegetais, renováveis e de baixo impacto ambiental.

Pachamama: Produtos e cosméticos naturais e ecológicos para mulheres de todas as idades, que cuidam dos ciclos femininos de cada fase da mulher, proporcionando mais prazer e saúde.

Schraiber: Linha de desodorantes sem alumínio, parabenos ou conservantes, e linha de xampu infantil sem corantes, sal nem parabenos, indicado para uso em bebês e crianças. O produto é composto por extrato de camomila, que possui ação emoliente,  suavizante,  protetora e restauradora dos fios do cabelo e extrato vegetal de maracujá, que possui ação calmante, antisséptica.

Simple Organic: Marca ativista de cosméticos sustentáveis, a brasileira Simple Organic nesta edição da Bio Brazil Fair apresentou uma nova geração de produtos com composições focadas em matérias-primas da biodiversidade brasileira com ação rejuvenescedora, uniformizadora e desintoxicante. Certificada e dentro do conceito de Raw Beauty, a Simple oferece produtos 100% orgânicos e conta com produtos de cuidado e maquiagem.

Souvie: Marca brasileira de cosméticos veganos e orgânicos certificada pela Ecocert Greenlife e pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), a Souvie que conta com três linhas distintas de cosméticos para o rosto, as mãos, o corpo e os cabelos. A linha SER+, que atende as necessidades de homens e mulheres, a linha Gestante, para cuidados com a pele e os cabelos durante a gestação, e a linha Recém-Nascido, especialmente desenvolvida para cuidar do bebê durante os primeiros 28 dias de vida, com fórmulas que respeitam e preservam a fisiologia da pele.




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2018 • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Iunique • Studio Criativo

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: