Projeto Top Five: Green Co. desfila moda limpa na SPFWn43 — Moda Sem Crise
18 • março • 2017

Projeto Top Five: Green Co. desfila moda limpa na SPFWn43


MODA – Descolada e engajada, a Green Co., fundada em 2006 pelo engenheiro ambiental Cassius Pereira, estreou ontem na São Paulo Fashion Week, número 43. O evento aconteceu entre 13 e 17, na Bienal do Ibirapuera na zona sul de São Paulo. A marca que investe em uma produção limpa, fazendo uso de matérias-primas orgânicas e recicláveis, desfilou sua revolução em um desfile coletivo de marcas acolhidas pelo Projeto Top Five. O programa é resultado da parceria entre o Sebrae e o Instituto Nacional de Moda e Design (In-Mod). E confirma a força dos pequenos negócios no mundo da moda, onde representam 94% de todas as empresas da cadeia produtiva.

projeto-top-five-green-co-desfila-moda-limpa-na-spfwn43

Green Co. – Fotos: Zé Takahashi / FOTOSITE

A Green Co. desfilou uma coleção casual e descolada, com peças urbanas e atemporais para homens e mulheres, com cartela de cores com tons verdes pincelados por nuances neutras, ora claras e ora escuras. A estampa carrega referências botânicas impressas em um refrescante print inspirado no universo micro e macro de folhas. Entre os acessórios, estão óculos feitos do reaproveitamento de pranchas de skate e mochilas geradas a partir de câmeras de pneus.  A cadeia produtiva é o mais sustentável possível, desde a seleção dos materiais até a entrega ao consumidor final. Os produtos 100% ecológicos da marca já passaram pelo Ethical Fashion Show, em Paris, entre 2007 e 2011. Pereira encerrou seu desfile segurando a placa do movimento Fashion Revolution, com quem firmou recente parceria neste ano. (Veja Vídeo)

Espalhado atualmente por 92 países, o Fashion Revolution é um movimento criado por um conselho global de líderes da indústria da moda sustentável que luta diariamente para conscientizar profissionais da área e consumidores sobre o verdadeiro custo da moda e seu impacto em todas as fases, desde os primeiros passos do processo de produção, até seu consumo. A campanha surgiu em Londres, após o desabamento do edifício Rana Plaza em Bangladesh, em 24 de abril de 2013, que ocupado por oficinas de costura, deixou 1.133 mortos e 2.500 feridos.

Com o objetivo de mostrar a força dos pequenos negócios no mundo da moda, o Top Five levou para o desfile outras três marcas. PH Praia (RJ), Adriano Martin (SP) e a Jardin (MG). O programa é resultado da parceria entre o Sebrae e o Instituto Nacional de Moda e Design (In-Mod). E confirma a força dos pequenos negócios no mundo da moda, onde representam 94% de todas as empresas da cadeia produtiva. A quinta marca, a capixaba Amabilis desfilou na edição anterior do evento.

Foi a marca paulista Adriano Martin que abriu o desfile. Adriano Martin começou a trabalhar como estilista de loja de venda de tecido. Enquanto fazia vários cursos para aperfeiçoar o design, Martin criou suas primeiras peças para pessoas da família. Os bons resultados o incentivaram a dedicar-se à moda festa. Com 14 anos de trabalho, dedicação e muita persistência, formou e mantém uma equipe de 47 profissionais que atuam em seu ateliê sob medida em Catanduva, São Paulo. A participação no programa de aceleração Top Five proporcionou a Adriano o acesso a fornecedores de matérias primas premium, uma oportunidade de levar suas criações a um novo patamar de produto e mercado com o uso de materiais mais sofisticados em elementos de assinatura da marca como bordados e aviamentos.

projeto-top-five-green-co-desfila-moda-limpa-na-spfwn43

Adriano Martin Fotos: Zé Takahashi / FOTOSITE

A coleção “Ready to Wear” tem tecidos leves, bordados artesanais, rendas sofisticadas, corte impecável e modelagem exclusiva, traduzindo o poder e a elegância da mulher contemporânea.

Em seguida foi a vez da Green Co. Que ao deixar a passarela deu espaço para a entrada da também mineira Jardin. O DNA de Bharbara Renault, fundadora da Jardin, não nega a vocação para a moda. Seus bisavós maternos vieram da Itália fugindo da guerra: ele era alfaiate e ela, costureira. E encontraram em Belo Horizonte um mercado carente de profissionais para atender aos políticos e às mulheres da sociedade da época. A empresária é formada em artes plásticas e mestre em moda pela Université Lyon II de la Mode. Começou a Jardin em 2009 e, em janeiro de 2010, abriu as portas do showroom. O forte conceito da marca está em todas as peças. Durante o Top Five a empresa viveu um processo de reestruturação em todas as áreas, permitindo rever seus processos de gestão e comercialização, e também permitiu a ampliação e contatos com novos fornecedores.

projeto-top-five-green-co-desfila-moda-limpa-na-spfwn43

Jardin – Fotos: Zé Takahashi / FOTOSITE

A inspiração desta coleção foi a geometria pura. Tudo nasceu do desejo de transformar formas e contra-formas, elementos e linhas de maneira lúdica no desenho das peças, sem um compromisso em representar algo. A matéria também não deve ser deixada fora do contexto minimalista que a marca traduz em suas peças. As texturas e tramas de tecidos de diferentes espessuras fazem parte do jogo de composições.

A quarta e última marca a desfilar foi a PH Praia. Que desfilou uma coleção em sua estreia na SPFW busca traduzir sua própria história. A cartela vai do silencioso preto e branco às combinações solares, irradiantes, estridentes e experimentais. Criada há 22 anos pela empresária Ana Gomes, a PH Praia desenvolveu seu DNA a partir da inauguração da primeira loja na Rua dos Biquínis em Cabo Frio – importante polo de moda praia do estado do Rio de Janeiro. A partir da vivência no Top Five, a empresa pode desenvolver uma coleção resort premium com alto potencial comercial e de alcance nacional, aliando toda a expertise de criação e modelagem ao seu profundo conhecimento da produção.

projeto-top-five-green-co-desfila-moda-limpa-na-spfwn43

PH Praia – Fotos: Zé Takahashi / FOTOSITE

 

Confira o desfile na íntegra:

Após processo de incubação, marcas desfilam na SPFW

Por mais de um ano, as empresas participantes do Top Five, receberam consultorias de um grupo multidisciplinar que as auxiliaram na estruturação de suas coleções e produtos, na formatação de preço e networking, no relacionamento com fornecedores e na participação direcionada em plataformas de imagem. O processo culminou com o desfile da marca Amabilis durante a edição de outubro de 2016 do SPFW. Agora, foi a vez das quatro outras marcas apresentarem seus modelos.

“A nossa participação no São Paulo Fashion Week tem como principal objetivo acelerar o desenvolvimento dessas empresas, oferecendo aos empresários a possibilidade de criarem estratégias para se tornarem mais competitivos nesse mercado”, destaca o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.

O Top Five faz parte do convênio “Contextualizar na Moda”, firmado entre o Sebrae e o IN-MOD. A parceria oferece aos micro e pequenos empresários a oportunidade de realizar uma imersão no universo do alto valor agregado da moda. As atividades realizadas pelo convênio visam fomentar a abertura de novos mercados, inserir os pequenos negócios no circuito de moda mais importante do país e fortalecer a rede de parceiros, quebrando o tabu de inacessibilidade desse segmento para os pequenos negócios.

Novas inscrições

O desfile TOP Five que ocorreu na última noite da SPFW número 43 marcou também o lançamento da nova edição do programa, com a abertura das inscrições para o processo seletivo. Entre abril e julho, as marcas inscritas passarão por diferentes etapas de diagnóstico e avaliação, incluindo uma apresentação/pitch para curadores e consultores do processo que definirá as cinco empresas que receberão as consultorias direcionadas. As selecionadas serão conhecidas na próxima edição d, em agosto deste ano.

Criado em 2004, o IN-MOD – Instituto Nacional de Moda e Design – é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos, que tem como missão trabalhar, no mercado interno e externo, pelo reconhecimento e visibilidade da moda e do design brasileiros como segmentos de valor agregado. Por enxergar a moda não só como roupa, entende o Calendário Oficial da Moda Brasileira como uma plataforma de comunicação e conteúdo, que tem a obrigação de propor novos olhares. Como aproximar o Brasil do design, da inovação, da tecnologia, com o Brasil da vocação, do talento, da diversidade? Os esforços do IN-MOD são voltados a provocar essa discussão e a desenvolver ações que proponham caminhos como resposta.

Outras nformações IN-MOD

LEIA TAMBÉM

SPFWN43 TERMINA COM DEBATE SOBRE MODA E RESISTÊNCIA À INDÚSTRIA TRADICIONAL

____

Curtiu este conteúdo? Quer ver mais? Siga o Moda Sem Crise no Facebook. Basta clicar no link cor de rosa, curtir a fanpage, seguir, interagir, e pronto, você  ficará por dentro de todas as novidades e publicações. Te esperamos! 




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

Uma resposta para "Projeto Top Five: Green Co. desfila moda limpa na SPFWn43"

Qual oportunidade podemos experimentar hoje? — Moda Sem Crise - 03, abril 2017 às (10:39)

[…] sobre o desafio de equilibrar resistência e existência dentro do ambiente fashion. E outro, do desfile TOP 5 Sebrae, que levou para a passarela um coletivo de quatro marcas acolhidas pelo projeto, para mostrar a […]

• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Responsivo por

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: