Comunicação na Moda: Que história sua marca tem para contar? — Moda Sem Crise
07 • novembro • 2017

Comunicação na Moda: Que história sua marca tem para contar?


NEGÓCIOS DE MODA – Em tempos de mudanças radicais, em um mundo em que tudo tem estado, mais do que nunca em rápida e constante transformação, uma grande novidade criada neste instante, pode em questão de segundos se tornar completamente obsoleta. E uma vez que a ressignificação das coisas ganha espaço e assume a ponta como principal tendência na moda, na comunicação, na vida, a decisão de compra de um produto ou serviço não está apenas atrelada à sua publicidade no sentido literal da palavra. Com a popularização da internet e de dispositivos móveis, o cliente se tornou protagonista em tudo. E saber como contar a própria história, aproximando o público ao ponto de envolvê-lo e humanizando produtos e processos pode ser o  fator chave para o sucesso de uma marca.

Cofundador da Malha e autor dos livros “A Moda Imita a Vida – Como Construir Uma Marca de Moda” e “Moda Com Propósito – Manifesto Pela Grande Virada”, André Carvalhal explica que se para as gerações passadas o dinheiro era a meta principal, hoje o que tem motivado as pessoas é a busca por propósitos de vida e é essa mesma busca tem ressignificado tudo. Carvalhal defende que  as pessoas estão se tornando mais conscientes e também mais criteriosas no momento da compra. E querem saber qual o papel a marca cumpre na sociedade. “Roupas e acessórios são caminhos para expressarmos a forma como nos vemos e como gostaríamos de sermos vistos e tratados. Roupa é expressão. Se hoje estamos vendo toda essa transformação no mundo, as marcas precisam representar o que as pessoas estão buscando. Elas compram por identidade.”

Especialista no segmento de comunicação e marketing no mercado da moda, a jornalista Jussara Romão contou ao Moda Sem Crise como enxerga toda essa transformação. “Nos últimos cinco, dez anos na verdade, pode-se falar em dez anos, porque parece muito tempo, mas não é, houveram muitas transformações. O mercado que eu conhecia de comunicação, assessoria de imprensa e relacionamento com o cliente era completamente outro. Era muito distante dos clientes na verdade. As marcas se criavam e se comunicavam com elas mesmas, porque o cliente não percebia isso e nem se percebia que os resultados eram para o cliente. Não havia o entendimento: Quem é meu cliente? O que ele pensa? O que deseja? E o que sente falta? Isso não havia em absolutamente nenhum meio de comunicação, começando pela área publicitária até chegar à área de revistas e marcas”, explica Jussara.

comunicacao-na-moda-que-historia-sua-marca-tem-para-contar

Jussara Romão – Foto: Reprodução da Internet/Blog To Podendo

Autora do livro “Arquivo Urbano – 100 Anos de Fotografia e Moda no Brasil”, a jornalista que tem em seu currículo passagem pela revista Elle Brasil, é idealizadora do Fashion Tech Brasil,  e que há oito anos atua como proprietária da agência que leva seu nome, explica que a preocupação das marcas de moda hoje está em realizar os anseios dos clientes os tornando protagonistas em tudo. Para a especialista, na sociedade em que vivemos, uma marca não pode ser apenas um slogan, ela precisa ter base para se consolidar e saber aonde quer chegar. E a comunicação de marketing e assessoria de imprensa tem tudo a ver com isso. “O papel da comunicação é exatamente de levar a verdade, a comunicação não inventa, ela conta a verdade de forma interessante, esperta, inteligente”, afirma.

É neste momento que todas as ferramentas tornam-se canais, inclusive, de venda. Há 11 anos atendendo no segmento de economia criativa, com destaque para as áreas de moda e cultura, a Benedita Comunicação passou por todas as transformações também observadas por Jussara. Segundo o diretor da agência mineira, Thiago Romano, a principal mudança está especialmente ligada ao crescimento das redes sociais e a presença das empresas e seus públicos nelas. “O Instagram se tornou uma das principais, senão a principal ferramenta de divulgação na moda. Hoje muitas vezes é mais importante conseguir um post de um digital influencer do que sair em uma revista grande especializada. Atualmente, qualquer marca precisa ter uma rede social forte e ativa, fazer parcerias e estar bastante presente no ambiente online.  Além das grandes publicações tradicionais, o Facebook e o Instagram são canais super importantes para a divulgação de uma marca. É preciso acompanhar os principais digitais influencers e colocá-los nos planejamentos estratégicos como formadores de opinião a serem atingidos”, comentou.

Romano explica ainda que não adianta ter um produto maravilhoso com uma história incrível se não for bem contada. Para o empresário, um trabalho pautado em uma plano de comunicação bem estratégico e consolidado é fundamental para o sucesso de um produto ou marca. O valor do investimento, segundo Jussara e Romano pode variar e por várias razões, uma delas é a individualidade que cada projeto exige. E vale ressaltar que é preciso ter tempo para que os resultados comecem a aparecer. E ambos afirmam que investir em comunicação para qualquer empresa é sem dúvida um grande e importante passo.

comunicacao-na-moda-que-historia-sua-marca-tem-para-contar

Thiago Romano diretor da Benedita Comunicação – Foto: Divulgação

Novos e colaborativos cenários no mercado de moda

Com significativa experiência profissional, após atuar em grandes marcas do mercado de moda, Luciana Nunes, proprietária da agência Comofas ressignificou a carreira. Decidida a trabalhar com o que realmente acreditava, colocou em prática, dois anos atrás, o projeto Lucid Bag Guarda-Roupa Coletivo, que foi notícia aqui no Moda em dezembro de 2016. Em paralelo, a jornalista segue atuando como assessora de imprensa, mas desde então atendendo marcas com o mesmo propósito: processos de produção pautados por pilares da sustentabilidade e da economia criativa. O que a agência de Luciana faz é oferecer serviços não só de assessoria de imprensa, mas também de representação comercial – só que por valores mais acessíveis do que os praticados no mercado.

comunicacao-na-moda-que-historia-sua-marca-tem-para-contar

Luciana Nunes da Comofas – Foto: Reprodução do Facebook/Lucid Bag

“O trabalho do Marketing hoje em dia é muito mais para contar a história da peça, como a marca produz esse produto, do que falar o quanto esse produto é bonito. O modelo de negócio segue a mesma tendência da economia criativa. “Oferecemos um pacote [de serviços] para que nos pague por mês, com várias coisas de assessoria de imprensa e revenda também”, explica Luciana.

Não só na moda, mas em todas as áreas, o pequeno produtor está em alta e iniciativas coletivas é uma tendência. “Muitas vezes ele [o pequeno produtor] não tem força sozinho para abrir uma loja ou estar presente em um lugar, então os grupos colaborativos são uma ótima forma de unir força em busca de um mesmo ideal” comentou Thiago Romano da Benedita Comunicação.

Para Jussara Romão, as iniciativas colaborativas e os novos formatos e estratégias de comunicação e marketing já fazem parte de um novo negócio dedicado a essa sociedade que clama por esse novo relacionamento que envolve marcas e clientes. A jornalista considera um caminho para a colaboratividade o momento político e social e as dificuldades pelas quais o Brasil passa. E diz acreditar que a tendência é que as pessoas descubram o quanto isso é bom. “Vivemos um momento bastante interessante no mercado e socialmente de comportamento. O que muda tudo da forma de que fomos criados e conhecemos, para um novo formato de parceiros, de troca de apoio. E quais são os benefícios disso? São Todos. De sentir em conjunto, em grupo, e isso faz muita diferença para quem está entrando. Já existem novos negócios que não tem nada a ver com os negócios de moda que conhecíamos e são negócios de moda, só que vistos e propostos para um novo comportamento”, afirma.

comunicacao-na-moda-que-historia-sua-marca-tem-para-contar

Imagem: Pixabay

Especialistas dão dicas de comunicação e marketing

  • Ao contratar uma agência de comunicação e marketing tenha em mente que é necessário que o trabalho seja feito de forma integrada: A agência precisa estar dentro da empresa conversando com quem cria e a administra. Não hesite em abrir as portas;
  • Permita que toda a empresa participe no processo criativo ou de propostas para levar ao consumidor a marca da empresa;
  • A história da marca precisa ser contatada de forma criativa, estratégica e personalizada;
  • É importante identificar como a marca é recebida por seus clientes e criar soluções para que a marca se posicione para chegar aonde quer chegar, seja atingir um novo mercado ou atingir os clientes que já tem;
  • Saiba quem é e o que pode conseguir: Investigue sobre o que pode ser melhorado. Questione-se, inove e atinja pessoas que se identificam com sua marca;
  • Faça bem o trabalho de alicerce: Uma marca precisa ter base para se desenvolver e se consolidar. Defina a que veio, para o que serve, conte sempre a verdade;
  • Aposte em ferramentas como aplicativos, redes sociais, sites:  investir em visual no sentido de contar a história e disponibilizar informação e criar envolvimento com o cliente;
  • Esteja atento à redes sociais e utiliza esses canais na hora certa e da maneira certa com planejamento.

____

Curtiu este conteúdo? Quer ver mais? Siga o Moda Sem Crise no Facebook. Basta clicar no link cor de rosa, curtir a fanpage, seguir, interagir, e pronto, você  ficará por dentro de todas as novidades e publicações. Te esperamos!




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Responsivo por

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: