Como arquitetar um negócio de moda? — Moda Sem Crise
19 • junho • 2017

Como arquitetar um negócio de moda?


NEGÓCIOS DE MODA – Quando o assunto é empreendedorismo, nós brasileiros, saímos na frente por uma performance que, segundo resultado da pesquisa Cultura Empreendedora no Brasil, da Endeavor – organização que apoia empreendedores de alto impacto -, inclui visão de oportunidade, ou seja, o empreendedor é capaz de enxergar oportunidades de negócio, tem mente aberta e é antenado; a proatividade porque temos a capacidade de ‘botar para fazer’ e autodeterminação para tornar algo real; criatividade pois somos originais e inovadores; e sonhamos grande, uma ambição que nos estimula realizar grandes feitos, propósitos e valores. A pesquisa aponta também que o potencial de sucesso dos empreendedores brasileiros é maior que a média mundial – perdendo apenas para os norte-americanos. Mas quem faz parte do mercado brasileiro de moda ou tem interesse em fazer sabe que não são poucos os desafios que colocam em cheque a continuidade – ou não – de um negócio, situação inclusive que afeta a todo e qualquer empreendedor independente de seu segmento.

Pensando nisso, o Instituto Brasileiro de Moda (IBModa) elencou quatro temas com os quais, atualmente, profissionais da indústria têxtil e de confecções precisam lidar. E a partir disso, em parceria com o Lab Fashion, preparou o curso de extensão em negócios de moda “Arquitetura para Negócios de Moda”. Dividido em quatro módulos, que podem ser cursados de forma isolada para trabalhar pontos específicos e em qualquer ordem, o curso do IBModa propõe – embasado por metodologia prática e imediata – contribuir com a reforma e construção de diferentes negócios desta cadeia.

Curso é oportunidade para quem estruturar negócio de moda - Foto: Marcela Fonseca

Curso é oportunidade para quem estruturar negócio de moda – Foto: Marcela Fonseca

Com vasta experiência no mercado de moda, Kareen Terenzzo, que soma 25 anos de experiência em comunicação e marketing, quem na noite de sexta-feira (9/06) deu boas-vindas à turma inscrita nesta primeira edição do curso. A especialista apresentou narrativas, de diferentes épocas, a partir da 3ª Revolução Industrial, criadas para levar o espectador a uma reação após entendimento de símbolos e contextos imagéticos. Entre fotos e vídeos, um dos destaques foi o comercial do jeans Staroupa da década de 1980 que relaciona a calça jeans, peça forte e resistente, à liberdade, juventude e revolução. O tema trabalhado por Kareen foi “A Comunicação na Moda – Como Contar Sua História para o Mundo”.

Durante o encontro que se estendeu por todo o dia do sábado (10), Kareen estimulou todos os envolvidos colocando questões, como, por exemplo, o que é de fato novidade quando o assunto são imagens, já tão reproduzidas. Kareen deu exemplos de remakes e cópias de cópias também vieram à tona. Outra questão abordada por Kareen foi o que diferencia a comunicação entre marcas e como comunicar a marca ou negócio em um mundo repleto de plataformas e informações. Aliado a isso, as mudanças no consumo e a participação dos consumidores cada vez mais ativa nas redes sociais tem feito com que diariamente, o segmento repense rumos e conceitos.

Mão na massa: Turma concentrada desenvolvendo atividade prática de construção de narrativa da marca - Foto: Kareen

Mão na massa: Turma concentrada desenvolvendo atividade prática de construção de narrativa da marca – Foto: Kareen Terenzzo

Antes de finalizar, a especialista que pediu que todos na sala, já empreendedores ou não, colocassem ideias no papel. A atividade culminou em sua contribuição de forma bem direta a cada um dos negócios ali representados. O Moda Sem Crise estava entre eles. E o fato é que em um universo tão cheio de possibilidades, num momento em que a ressignificação é uma das mais relevantes tendências de moda, se somarmos a isso o novo comportamento do consumidor, arrisco dizer que o passo mais importante ao contar a história de uma marca não seja se destacar entre os concorrentes. Mas transmitir verdade e transparência com o objetivo de dar condição ao espectador/consumidor de escolha a respeito do que quer e como quer consumir. E saber contar tal história torna-se um desafio ao mesmo tempo em que se revela um valoroso caminho. Partimos agora para a segunda etapa do curso. A transformação ao longo da jornada, será possível ver aqui mesmo nesta plataforma. Seja no reposicionamento da marca, seja nos serviços de produção de conteúdo que a partir daqui passamos a oferecer. Não temos dúvida de que estamos no caminho certo. Tudo isso para fazer o melhor conteúdo sempre. Então fiquem ligados!

Curso Arquitetura para Negócios da Moda segue com mais três módulos

O próximo módulo do curso “Arquitetura para Negócios da Moda, promovido pelo IBModa em parceria com o Lab Fashion conta com mais três módulos: Branding in a Hard Market: como construir a arquitetura imaterial da sua marca, dias 23 e 24 de Junho; Além do Cool Hunting: mergulhando no mundo do consumidor de moda, dias 7 e 8 de Julho; e Principais drives para posicionar o seu negócio na moda, nos dias 21 e 22. Os workshops às sextas-feiras, ocorrem sempre a noite. Já no sábado o curso acontece nos períodos da manhã e a tarde.

Diretora de marketing do IBModa, Luciane Robic que é formada pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), especialista em Visual Merchandising, mestre em Administração de Empresas e doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP), coordena o Moda FAZ Bem – espaço que reverencia a sustentabilidade e a memória afetiva das roupas. É Luciane quem ministra o tema “Branding in a hard Market: Como Construir a Arquitetura Imaterial da sua Marca”. Mais uma vez, as novas formas de consumo e diálogo entre marcas e consumidores de moda serão pautados, mas por uma perspectiva que propõe a construção de identidade, gerenciamento e arquitetura de marca para conquistar um posicionamento diferenciado no coração do consumidor. Neste módulo, a ideia é mergulhar no imaginário da marca para elaborar mapas de experiências sensoriais, trabalhando a construção da arquitetura imaterial da marca, definindo representações simbólicas, linha de produto, personagens e práticas de comunicação para o fortalecimento da identidade.

Curso é modular é possível fazer a inscrição a qualquer momento mesmo interessado no certificado do "Curso de Extensão em Negócios de Moda" entregue a quem faz os quatro workshops - Foto: Pixabay

Curso é modular o que torna possível fazer a inscrição a qualquer momento mesmo interessado no certificado do “Curso de Extensão em Negócios de Moda” entregue a quem participa dos quatro encontros – Foto: Pixabay

O terceiro módulo acontece nos dias 7 e 8 de Julho (noite de sexta e sábado entre 9h e 17h). “Além do Cool Hunting: Mergulhando no Mundo do Consumidor de Moda”. O conector é o inquieto e explorador do futuro, Fábio Mariano Borges, que há 25 anos atua com comportamento do consumidor, estudos etnográficos e consumer insigths. Mestre e doutor em Sociologia do Consumo, Borges que também tem vasta experiência no mercado, neste módulo tratará da voz do consumidor que ecoa fortemente em todas as relações de consumo ou não consumo. O consumidor é participante ativo em todos o processo de posicionamento de uma marca. E entender e dialogar com esse co-criador cabe ao profissional. E o conteúdo de Borges é um convite para mergulhar pelas entranhas do mundo do consumidor da moda que cada vez mais busca refletir sentido a seus atos. “Nesse programa vamos apresentar métodos para observar os diferentes movimentos sociais e comportamentais, debater sobre a não taxonomia social e de gênero, abrir o olhar para os possíveis impactos das mudanças que não queremos enxergar e construir um mapeamento das tendências que estão emergindo ou em processo para convertê-las em insights para estratégias de mercado.

E para encerrar o ciclo, o professor e pesquisador André Robic, formado em Agronomia e especializado em Administração, Marketing e Comportamento do Consumidor, traz o panorama “Fashion Business: Principais Drives para Posicionar o seu Negócio na Moda”, na noite de sexta-feira (21) e sábado (22/07). Robic, por sua vez, encerra o conteúdo propondo uma imersão direta e reta na indústria da moda com um olhar ampliado, entendo os principais movimentos: fast fashion, slow fashion, consumo consciente, sustentabilidade e novas tecnologias. “Esse programa apresenta as principais variáveis envolvidas nos negócios da moda, tais como segmentação de mercado, posicionamento, desenvolvimento das estratégias de marketing, sempre direcionadas ao contexto da moda, com objetivo de desenvolver uma visão mais apurada permitindo aos participantes a construção de um mapeamento mercadológico do seu negócio: definindo produto, preço, comunicação e ponto de venda.”

Serviço

Instituto Brasileiro de Moda – Curso Arquitetura para Negócios de Moda

Local: Lab Fashion – Rua Dona Antônia de Queiroz, 474 – sala 16 – Consolação – São Paulo – SP

Dias e horários: 23 e 24 de Junho / 7 e 8 de Julho / 21 e 22 de Julho – Sextas-feiras, das 18h30 às 22h30 e aos sábados, das 9h30 às 17h30.

Investimento: O valor de inscrição em cada um dos módulos é de R$ 750, mas há desconto para quem se inscreve com antecedência.

Informações e inscrições: clique aqui

Quer concorrer a uma vaga em um dos três módulos do curso de extensão “Arquitetura para Negócios de Moda?

Clique aqui e confira o regulamento.

 

____

Curtiu este conteúdo? Quer ver mais? Siga o Moda Sem Crise no Facebook. Basta clicar no link cor de rosa, curtir a fanpage, seguir, interagir, e pronto, você  ficará por dentro de todas as novidades e publicações. Te esperamos!




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

2 Respostas para "Como arquitetar um negócio de moda?"

Aline - 21, junho 2017 às (23:48)

Cadê o regulamento do concurso mencionado no Instagram? Aquele para concorrer a um módulo do curso de extensão de arquitetura para negócios de moda.

Responder


Marcela Fonseca Marcela Fonseca - junho 22nd, 2017 em 1:07 pm respondeu:

Olá, Aline. Tudo bem? O regulamento está linkado com um banner que aparece (pelo desktop ao lado direito do site) ou no final, após as publicações, quando acessado pelo celular. É só descer até o fim. Mas deixo aqui para que acesse mais rápido. Só clicar no link (http://modasemcrise.com.br/arquitetando-meu-negocio-de-moda/). Boa sorte!!! 😉

Responder

• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Responsivo por

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: