21 • maio • 2018

Editorial #1: Moda de Valor


Vestimos a camisa e produzimos o 1º editorial de moda do Moda Sem Crise. A proposta não poderia ser mais a cara deste projeto. Fomos atrás de peças produzidas em prol de alguma causa ou criadas por marcas envolvidas com questões sociais. E, claro que a T-Shirt, peça mais democrática do guarda-roupa e tão usada como ferramenta de discurso, serviu de carro-chefe para as nossas produções. O que queremos com isso? Mostrar que o social também é fashion. E que dá sim para criar combinações incríveis e sair por aí carregando com muito orgulho aquele projeto que adora e que, principalmente, apoia. Confira!!!

 

#Equipe

Temática: A moda social também é fashion – Projetos e marcas com engajamento social

Concepção: Marcela Fonseca e Bianca Rocha

Fotografia e Edição: Guilherme Diniz

Produção: Marcela Fonseca

Modelos: Aline Aparecida e Paulo Rocha

Beleza: Isabel Fornells

Stylist: Evelyn Konig e Tainah Fagundes

Locação: Lab Fahion

Projetos envolvidos no Editorial #1: Moda de Valor

Cruzando Histórias – O Cruzando Histórias foi criado em 2017 com o propósito de apoiar pessoas nas estatísticas do desemprego e moradoras da Grande São Paulo. A história pessoal de cada pessoa atendida pelo projeto é valorizada e é dessa perspectiva que o Cruzando Histórias tenta ajudá-las para a recolocação profissional. O foco são candidatos de nível operacional pleno, na faixa dos 30 e 45 anos, em busca de uma oportunidade de trabalho no mercado formal. Atualmente, o Cruzando História se reestrutura para se tornar uma associação com o objetivo de aumentar seu impacto. O valor arrecadado com a venda dos produtos contribui para a manutenção do projeto. Além da camiseta “Minha história tem valor”,  usada  no editorial de moda do Moda, na loja online é possível encontrar também chaveiro, pulseira e caderneta.

Outras informações: Cruzando Histórias

Onde encontrar os produtos: Pono55

Da TribuMarca de acessórios, a Da Tribu surgiu em agosto de 2009 e de lá pra cá, essa empresa de Belém, capital do Pará, tem na produção familiar seu princípio motor. Mas não é só isso, a marca que tem à frente a matriarca Kátia Fagundes, artesã e designer, aposta no trabalho feito à mão e para isso conta com a colaboração de coletivos produtivos e com a sociabilidade das cooperativas locais. Afetuosidade, bem como a sustentabilidade são também palavras-chave quando o assunto é a produção da marca que envolve em seus processos o látex, encauchutados e papel. Matérias-primas que se tornam belíssimas peças. A Da Tribu trouxe forma, volume e seu colorido para compor esse primeiro editorial de moda do Moda Sem Crise.

Outras informações: Da Tribu

Onde encontrar os produtos: Loja Da Tribu

Descobertas: O projeto Descobertas foi idealizado pela jornalista Nádia de Mello e sua primeira edição aconteceu recentemente no Capão Redondo, zona sul de São Paulo, em parceria com a designer de moda Bruna Castro. A ideia é revelar talentos escondidos nas periferias da capital Paulista. E se apropriando de técnicas de upcycling – que consiste em dar vida a novas produções fazendo uso de peças antes descartadas – o projeto tem como objetivo tornar costureiras em estilistas empoderadas por suas criações. O resultado desta primeira versão do projeto foi apresentada em um desfile na Unibes Cultural que contou com peças das coleções Visual Kei, de Ana Barcelos, e Sensualize, de Karen Marques. Para o editorial foram selecionadas duas peças. Mas todas as peças do desfile serão colocadas à venda.

Outras informações e onde encontrar: Nádia de Mello

Mulheres que Tecem: Fazendo uso de técnicas de upcycling, o projeto Mulheres que Tecem produz mochilas a partir de jeans descartado. Normalmente calças que com pequenos defeitos não chegam às lojas. As mochilas que são criadas tanto para o uso em cadeira de rodas, mas se adaptam podendo ser usadas como bolsa por qualquer pessoa. Coordenado por Elaine Lemos, o projeto tem como objetivo desenvolver o empreendedorismo, melhorar a autoestima e aumentar a renda familiar de mulheres que são mães e que têm filhos com deficiência, além de egressas do sistema prisional, vítimas da violência, com deficiência que estejam em situação de vulnerabilidade social. Atualmente, a venda das mochilas serve também para obter recursos para a compra de máquinas de costura e de teares.

Outras informações e onde encontrar: eliane@entrerodas.org

Hai África: Fundada pela brasileira Mariana Fischer, a ONG Haí África desde 2014 atende famílias de Kabiria – uma comunidade carente de Nairóbi, capital do Quênia. Em uma casa alugada, o projeto garante educação e uma alimentação nutritiva para 20 crianças. Para manter as atividades por lá, aqui em São Paulo o Hai participa de feiras e eventos vendendo brigadeiros do amor. Outra forma de levantar recursos para o trabalho sem fins lucrativos são as camisetas produzidas em parceria com a PanoSocial. A peça escolhida para este editorial foi uma camiseta com a frase “Hakuna Matata”, expressão que significa “OK, sem problemas”, bastante utilizada no Quênia e na Tanzânia e que ficou popularmente conhecida com o filme da Disney, “O Rei Leão”, lançado em 1994. Outra forma de colaborar com o trabalho da ONG é participando dos bazares organizados em Cotia e em São Paulo. Dá tanto para contribuir comprando os produtos à venda. Como doando roupas, acessórios e objetos para o bazar.

Outras informações: Hai África

Onde encontrar: Pono55

Bazar Hai Edição Pinheiros Bazar Hai Edição Pinheiros 

PanoSocial: A empresa que emprega inclusive pessoas egressas do sistema prisional funciona como um negócio social, ou seja, todo lucro é revertido para aumentar o impacto social e ambiental de forma positiva e de modo crescente. Com a colaboração de ex-detentos em processo de ressocialização, a PanoSocial atua na produção de roupas, uniformes, acessórios e produtos customizados. Precursora de um movimento, aproximadamente há cinco anos aqui no Brasil se mostra à frente de uma tendência mundial. Malhas orgânicas e tecidos sustentáveis são as matérias-primas utilizadas pela Panosocial. Tendência que aponta para modos mais seguros de vestir em prol da sobrevivência humana. As bases têxteis nas quais a Pano investe são as mesmas que hoje estão sendo utilizadas por estilistas como Vivienne Westwood, Stella McCartney, Versace, Salvatore Ferragamo e agora PRADA que está inclusive em negociação com a empresa brasileira EcoSimple, mesmo fornecedor da Panosocial. Para este editorial foram escolhidas seis peças da grife PanoSocial. E a venda é realizada no atacado e varejo. Há peças neste editorial disponíveis para venda no varejo e outras que estão à venda apenas no atacada, mas em breve serão inseridas também na loja para varejo.
Onde Encontrar: Store PanoSocial (varejo) | Informações para compra por atacado:  contato@panosocial.com.br
Project Três: Esta é uma iniciativa incrível que trabalha para empoderar e apoiar mulheres em situação de vulnerabilidade e sobreviventes vítimas de ataque com ácido na Índia. O Project Três incentiva a produção de acessórios feitos com materiais reciclados. O objetivo é capacitar e desenvolver a liderança das mulheres por meio da educação e da auto-sustentabilidade. Com isso, o Project Três faz com que se tornem economicamente independentes influenciando em suas realidades. A participação do projeto está marcado no editorial por um colar.

Outras informações: Project Três

Onde encontrar: Pono55

Síntese.eco: Idealizada sob o pilar um por um – onde para cada peça vendida outra é doada), a Síntese além da doação de peças, entendendo a necessidade da casa de amparo onde são feitas as entregas, ao reposicionar a marca em abril de 2017 decidiu também doar 3% do valor da venda de seus produtos para projetos sociais. Com isso, a marca espera contribuir também com a compra de produtos de higiene e de uso pessoal. O trabalho da Síntese envolve também a produção de roupas feitas com tecido de fibra, em alguns casos, 100% PET. Já as estampas são desenvolvidas em parceria com artistas independentes. O editorial contou com camisetas além de uma saia e vestido.

Outras informações: Síntese.eco

Onde encontrar: Loja Síntese.eco

Marcas de apoio:

Chesller Brechó: Localizado na Freguesia do Ó, zona norte, o brechó de Chessler Ribeiro reúne peças de moda masculina e feminina, acessórios, mochilas, artesanato, objetos de decoração e obras de arte. Formado em Moda, Chesller tem também uma marca com seu nome de confecção própria, artesanal e upcycling.

Outras informações e onde encontrar: Chesller Brechó

Devant Vintage Brechó: Carla Alves é a proprietária do brechó de moda vintage. A Devant nasceu em uma loja na Freguesia do Ó. Mas hoje está localizada em Perdizes. Todo o trabalho acontece movido pela paixão pela história das peças do acervo. Saber tudo o que a peça viveu e tudo o que pode viver nas mãos de outra pessoa é algo que faz com que Carla se comova ainda mais por seu negócio. Os achados acontecem em garimpos realizados em ONGs com o objetivo de promover também e viabilizar o negócio de entidades cuidadoras de idosos e animais.

Outras informações e onde encontrar: Devant Vintage Brechó

Karmen: A marca slow fashion se inspira no agora, nas ruas e na cultura pop, olha para a maneira de vestir dos garotos, para a moda das ruas e para o universo R&B e Hip Hop. Embora tenha em sua essência algo místico, adora os grandes centros urbanos: eufóricos, rápidos e cheios de novas possibilidades e se propõe a fazer roupas que dialogam com as linguagens de comportamento contemporâneo. Conta com a colaboração de artistas independentes a cada criação.

Outras informações e onde encontrar: Karmen

Lab Fashion: O Lab Fashion abriu gentilmente suas portas para a realização do 1º editorial de moda do Moda Sem Crise. Primeiro coworking dedicado exclusivamente para profissionais de moda, o Lab Fashion é um espaço com infraestrutura para atender as necessidades de empreendedores do segmento. Estimular a criatividade, o networking e novas formas de produção e consumo é um dos objetivos do local por onde passam diariamente diferentes perfis da moda. Além disso, o Lab oferece espaço para reuniões e eventos. E sempre acontece por lá workhops, palestras e cursos livres. Vale a pena ficar sempre de olha na agenda de atividades.

Outras informações: Lab Fashion




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2018 • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Iunique • Studio Criativo

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: