04 • junho • 2018

Ciclo de palestras debate a moda como estratégia de visibilidade étnico-racial


O Centro de Pesquisa e Formação do Sesc, promove nos dias 20, 21 e 22 de junho, em São Paulo, um ciclo de seis debates sobre a moda como estratégia de visibilidade étnico-racial. O programa tem por objetivo colocar em questão as representações e o espaço ocupado pelos negros e pela cultura afro no campo da moda. Interessado devem fazer inscrição no Centro de Pesquisa e Formação, na Bela Vista, Centro, em qualquer outra unidade do Sesc na Capital, ou pela internet. O valor das inscrições varia entre R$ 18 e R$ 60.

ciclo-de-palestras-debate-a-moda-como-estrategia-de-visibilidade-etnico-racial

Representatividade: Nappy é um site com fotos em alta resolução de pessoas negras e 100% gratuito – Foto: Nappy

A temática pretende questionar, entre outros aspectos, de que modo as desigualdades sociais vivenciadas pela população negra se reproduzem no mundo da moda; a apropriação de elementos provenientes da cultura afro-brasileira em espaços privilegiados como semanas de moda e por marcas de luxo; a importância do uso de elementos das culturas africanas em produções da cultura popular; bem como, a influência exercida pela rua e pelas periferias que, pelo menos desde os anos 1960, servem de referência para a moda e qual o papel das marcas de moda geradas nas periferias por e para negros.

ciclo-de-palestras-debate-a-moda-como-estrategia-de-visibilidade-etnico-racial

Figurino do filme Pantera Negra, lançando este ano pela Marvel, será colocado em debate – Foto: Divulgação

Confira a programação:

20/06 – Geração tombamento e Afrofuturismo: Moda como estratégia de resistência às violências de gênero e raça no Brasil. Com de Ana Paula Medeiros T. dos Santos, mestre em Tecnologia e Sociedade pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e professora no Colégio Sesi Internacional de Curitiba.

20/06 – Tá na cabeça, tá na web! Significados simbólicos e historicidade do uso do turbante no Brasil. Com Dulci Lima, mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, doutoranda em Ciências Humanas e Sociais na Universidade Federal do ABC (UFABC) e pesquisadora de Ciências Sociais e Humanas do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc.

21/06 – Os figurinos do filme Pantera Negra. Com Vanessa Lambert, professora assistente na área de Artes Gráficas na Universidade Regional do Cariri (CE). Graduação, mestrado e doutorado em Artes Visuais pela Universidade Estadual Paulista (UNESP).

21/06 – O axé nas roupas com Hanayrá Negreiros, mestra em Ciências da Religião pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo.

22/06 – Moda, música e consumo: o Hip-Hop, o Funk e as identidades masculinas da periferia para o centro. Com Maria Eduarda Araújo Guimarães, doutora em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e professora do Centro Universitário Senac.

22/06 – Apontamentos sobre a invisibilidade: onde estão os negros no campo da moda? Com Maria Claudia Bonadio, professora do Instituto de Artes e Design da Universidade Federal de uiz de Fora e doutora em História pela Unicamp.

Serviço:

Centro de Pesquisa e Formação Sesc

Rua Dr. Plínio Barreto, 285, 4ª andar – Bela Vista – São Paulo

Dias: 20, 21 e 22 de Junho – sempre das 14h às 18h30

Inscrições: R$ 18 para quem possui credencial plena (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculados no Sesc e dependentes); R$ 30 pessoas com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante; R$ 60 inteira. Link da inscrição aqui.

Outras informações: 11 3254-5600 | centrodepesquisaeformação@sescsp.org.br




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2018 • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Iunique • Studio Criativo

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: