3/4: A 6ª edição do PIM faz de Paraisópolis passarela: Confira aqui o perfil de outras quatro marcas — Moda Sem Crise
02 • junho • 2017

3/4: A 6ª edição do PIM faz de Paraisópolis passarela: Confira aqui o perfil de outras quatro marcas


MODA – É hoje. A 6ª edição do Periferia Inventando Moda acontece nesta sexta-feira, a partir das 17h, no Centro Educacional Unificado (CEU) Paraisópolis, Zona Sul de São Paulo. O evento traz talentos atendidos pela iniciativa como maquiadores, modelos e fotógrafos e aqui você confere mais quatro nomes que compõe o time de estilistas que inventam a moda que você verá esta noite. Nesta reportagem você fica sabendo um pouco mais sobre Sâmela Emile e Caio Nunes, Peterson Leandro, Marcos Rochah e Matheus Couto.

Da esquerda para a direita: Caio Nunes e Samela, Peterson, Marcus e Matheus Couto - Fotos: Periferia Inventando Moda

Da esquerda para a direita: Caio Nunes e Samela Emile, Peterson Leandro, Marcus Rochah e Matheus Couto – Fotos: Periferia Inventando Moda

Sâmela Emile e Caio Nunes

Aos 19 anos, a baiana Sâmela Emile é proprietária da marca Simplesmente e está na sua segunda coleção. Nascida em uma família totalmente envolvida com moda, não foi difícil para que a jovem estilista se interessasse pela área. “Meu pai nunca trabalhou com outra coisa a não ser com confecção e moda, minha mãe conheceu meu pai por meio da moda, ele era professor de passarela dela. E com eles aprendi muitas coisas”, conta.

Sâmela explica que sua realidade sempre esteve ligada à moda, o que fez com que a jovem lançasse sua primeira marca com apenas 15 anos de idade. “Paralelamente a isso, criei um projeto de passarela gratuito, no CEU Vila Curuçá, localizado na Zona Leste de São Paulo. E assim fui me aprofundando cada vez mais. Hoje o projeto está estacionado para respirarmos um pouco, e a minha antiga marca, a Stylo Black, hoje é dos meus pais”.

Casal de namorados, Caio e Samela investem juntos na Simplesmente - Foto: Erick Vidoi

Casal de namorados, Caio e Samela investem juntos na Simplesmente – Foto: Erick Vidoi

Já Caio Nunes, 21 anos, enveredou pelos caminhos da moda após conhecer Sâmela. “Ela me envolveu em tudo isso. Sempre tive uma meta de ter uma loja, mas nunca imaginei em ter uma marca onde eu iria criar as peças”.

Sabendo do desejo de Nunes em vender roupas, Sâmela que já tinha alguma experiência, decidiu propor a criação de uma parceria. “Alex Santos me chamou para participar do PIM e para isso, eu precisava criar uma nova marca, pois não estava mais com a antiga. Pedi ajuda ao pessoal da Cavalera, que me deram o up e então Caio e eu criamos a Simplesmente”, explica Sâmela.

As peças da marca flertam com o minimalismo. E trazem tons de preto e cinza. “Procuramos sempre mostrar que o simples faz parte de um ponto de vista. Para ser fashionista não é preciso de um look mais ousado, procuramos sempre mostrar que o diferente depende de nós. O preto nunca será básico, o nude nunca será sem graça e o simples nunca vai passar batido por nós”, relata a estilista sobre o conceito de sua marca.

Na noite de hoje, a dupla Caio e Sâmela, que são namorados, trazem o amor à passarela com a coleção “Você, o amor e eu”. E quebrando as próprias regras desfilam um inverno colorido e florido. “Exatamente no dia do PIM, meus pais fazem aniversário de casamento e nós fazemos aniversário de namoro. Então, decidimos nos inspirar nessa vibe de romance. Quanto às cores e estampas, no verão trabalhamos com cores fechadas, e neste inverno vamos trazer flores e estampas. Gostamos de ser diferente e inverter as coisas”. E é neste clima que a dupla se apresenta hoje.

Peterson Leandro 

Apesar de ter parte de sua família envolvida com moda, Peterson Leandro de 27 anos, inicialmente não demonstrou interesse pela área. “Mas tudo mudou quando comecei a trabalhar em uma loja de roupas como vendedor e depois como gerente. Durante quatro anos busquei aprender, estudar e montar diversos looks”, relata Peterson, que a partir de então, começou a pôr em prática seu aprendizado e a aprimorar seus conhecimentos.

Após seis anos trabalhando em lojas de roupas e ter se aproximado ainda mais do mundo da moda, além das influências que já tinha em sua família, o jovem estilista de Carapicuíba descobriu seu verdadeiro gosto pela área. “Há dois anos criei algumas peças e vendi para alguns amigos próximos que foram repassando um para o outro, e então aos poucos fui amadurecendo essa ideia e foi então que decidi criar a Peah P. Clothing”.

Peah P. Clothing: maca de roupa masculinas desfila hoje no PIM - Fotos: Instagram @peahpclothingoficial

Peah P. Clothing: maca de roupa masculinas desfila coleção Inverno In Colors no PIM – Fotos: Instagram @peahpclothingoficial

De acordo com Peterson a marca traz um estilo urbano, alternativo e diferente.  “Gosto de trazer a diferença, de viver fora de um padrão, não existe lei se tratando de moda, temos que nos sentir bem e nos aceitar da forma que nos vestimos”.

No desfile de hoje, você confere a nova coleção Coleção Inverno In Colors da Peah P. Clothing, assinada por Peterson, que já dá dicas do que esperar. “O estilo totalmente Urbano e Oversize, a cor predominante será a flame”.

Marcus Rochah

Marcus Rochah, de 30 anos, é publicitário e trabalha na área há seis anos, e seu flerte com o design sempre foi muito forte, tanto que se formou em Design Gráfico. “É o que gosto e o que sei fazer desde pequeno quando desenhava meus personagens favoritos na casa dos meus avós. A moda ainda não fazia parte da minha vida, não como trabalho, mas sempre gostei de moda como usuário”.

Há dois anos, quando jogava futebol com seu time de várzea, Marcus começou a observar os uniformes e a não gostar do que via. “Pensei: posso fazer designs muito melhores para esses times. Foi aí que veio a ideia de criar uma marca a princípio de uniformes de futebol de várzea, e logo veio a ideia do nome, Mete a Marra que tem tudo a ver com essa questão de futebol, esporte e atitude”.

O futebol e a Mete a Marra: Marca tem no DNA paixão nacional - Fotos: Tulio Vidal

O futebol e a Mete a Marra: Marca tem no DNA paixão nacional – Fotos: Tulio Vidal

Logo, as peças começaram a chamar a atenção de amigos e pessoas próximas. O que resultou em mais criações. “Começamos a fazer camisetas de passeio, bonés, vestidos e roupas de festa”, relembra.

Com um pouco mais de um ano de seu lançamento, a Mete a Marra tem conquistado mídias, chegando a ser citada em televisão, jornais, revistas, blogs, além de contar com a visibilidade trazida pelo PIM.

Nesta sexta-feira, Rochah pretende trazer algo inusitado e sua coleção de nome “Diferença”. Neste desfile, o estilista mostra um novo posicionamento de sua marca com o slogan “Vista sua atitude” e declara: “A mensagem sempre por trás de cada peça é que se você acredita em uma coisa, tem que correr atrás. PONTO. É essa ATITUDE que sempre trago em cada peça”, completa.

Matheus Couto

Matheus Couto diz que sua história com a moda é de longa data. Desde pequeno se via em meio a tecidos e linhas, já que sua mãe trabalhava para uma grande confecção. “Mas minha real entrada na área da moda foi exatamente aos meus 11 anos, quando percebi que roupas de redes fastshop ou até as roupas que eu ganhava não me agradavam, por isso, tive interesse de me aprimorar na costura e inicialmente comecei a fazer peças apenas para mim”.

Mas a carreira de estilista, segundo ele só surgiu com a maturidade. “Entendi que essas lojas montavam suas vitrines não pensando em alcançar diversos públicos e sim em um público padrão e seleto. E queria criar algo para as pessoas que não se encaixam nesses padrões”.

Couto Store desfilando na edição passada do PIM - Foto: Tulio Vidal

Couto Store desfilando na edição passada do PIM – Foto: Tulio Vidal

Desta decisão surgiu sua primeira marca, em parceria com uma amiga. A sociedade não deu certo. Mas o rapaz, de 22 anos, permaneceu em suas buscas. “Decidi que precisava de algo que realmente me permitisse ser louco e ousado o máximo possível do meu jeito, então nasceu minha marca Couto Store”.

Segundo Couto, a marca busca empoderar sempre seus clientes, brincando com combinações de cores e estampas. “Procuro sempre em minhas coleções e com cada peça que produzo, causar um impacto de certa forma”, explica.

Para a 6ª edição do PIM, Matheus Couto pretende desmistificar sua marca. “Quero que as pessoas vejam que não somos apenas uma marca que faz conjuntos estampados. Não somos apenas cores fortes e extravagantes. Podemos causar. Aguardem. Estou preparando algo bem bacana”, revela.

Daqui a pouco, esses jovens talentos cruzam a passarela do PIM trazendo em cada peça um show de criatividade. E o Moda Sem Crise acompanha tudo de perto e traz a cobertura completa para você neste sábado. Fiquem ligados em nossas redes sociais e aqui no site.

Onde encontrar

Simplesmente –  Os produtos da marca são vendidos pelo instagram @simplesmente_marca e pelo PG do facebook.com/simplesmente. Os produtos são entregues em estações de metrô ou trem e também enviados pelos Correios para todo Brasil.

Peah P. Clothing – Atualmente os produtos da Peah P. Clothing são vendidos por três lojas, sendo elas:   Bronx Store – Shopping West Plaza, Loja Good Life – Barueri,  Loja Entrejets – Shopping Norte Santana. E através do instagram: @peahpclothingoficial.

Mete a Marra –  Os produtos são vendidos na loja MALOKERO, Rua Itapeim, 176, Paraisópolis. E diretamente pelas redes sociais da marca. Insta/Face @meteamarra. Em breve, loja virtual e estará disponível em mais lojas.

CoutoStore – Os produtos da marca podem ser encontrados no instagram @coutstore e dia 3/06 vai ser lançada página no facebook CoutoStore

 

3/4 – Este é o terceiro texto de uma série de quatro que publicaremos a respeito do Periferia Inventando Moda. O primeiro deles você confere clicando aqui em “1/4: De volta às origens, 6º PIM acontece no CEU Paraisópolis” e o segundo “1/2: quem inventa a moda que você vê no 6º PIM? Confira os estilistas que desfilam nesta edição“. Fique de olho, vamos contar mais sobre a história de cada uma das marcas e você confere aqui no site e também em nossas redes sociais a cobertura completa do evento.

*Esta publicação contou com a colaboração de Júlia Rocha Paulino <3

Serviço: 6º Periferia Inventando Moda

Dia e horário: 02 de junho de 2017 das 17h às 21h.

Local: CEU Paraisópolis – Rua Dr. José Augusto de Souza e Silva, S/N.

17h às 18h30 – Mesa redonda: “um novo olhar sobre a moda – questionando os padrões de beleza atuais”.

19h às 20h30 – Desfiles

Informações: (11) 3501.5660.

____

Curtiu este conteúdo? Quer ver mais? Siga o Moda Sem Crise no Facebook. Basta clicar no link cor de rosa, curtir a fanpage, seguir, interagir, e pronto, você  ficará por dentro de todas as novidades e publicações. Te esperamos! 




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

Uma resposta para "3/4: A 6ª edição do PIM faz de Paraisópolis passarela: Confira aqui o perfil de outras quatro marcas"

4/4: 6º edição do PIM prova que a empoderada periferia resiste — Moda Sem Crise - 07, junho 2017 às (18:43)

[…] que você vê no 6º PIM? Confira os estilistas que desfilam nesta edição” e o terceiro 3/4: A 6ª edição do PIM faz de Paraisópolis Passarela – Confira aqui o perfil de outras qu…. Fique de olho, vamos contar mais sobre a história de cada uma das marcas e você confere aqui no […]

• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Responsivo por

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: