26 • julho • 2018

O sabor de comemorar pequenas vitórias


Você comemora suas pequenas vitórias?

Aquelas pequenas alegrias do dia-a-dia que conquistamos por nós mesmos, fazer uma comida saborosa, conseguir tempo para hidratar o cabelo, desenhar algo belo, escrever um bom texto…

Uma pequena vitória pode não te trazer um prêmio Nobel, mas pode deixar sua autoestima nas alturas.

Não sei vocês, mas eu sinto que essa geração instagramers faz com que nossas pequenas vitórias se tornem insignificantes. Você viajou para o litoral no fim de semana e está feliz por isso? você abre uma rede social e se depara com uma foto do “fds prolongando curtindo tudo em Noronha #namastê”. Ai de repente sua viagem de fim de semana no litoral pode parecer sem graça em comparação, mas ela não é.

Como já dizia a minha avó, a grama do vizinho só é mais verde se você não tomar conta da sua própria grama. Eu não sou contra postar fotos em redes sociais, ao contrário, posto muito! Só não espere de mim postar somente looks bafos e makes perfeitas em lugares paradisíacos. As vezes os sorrisos mais lindos são capturados num domingo ensolarado na pracinha da esquina.

Bia e Hermione em uma pracinha em Duque de Caxias, Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro – Foto: Arquivo Pessoal

Uma vez eu li um texto motivacional no qual a instrução era anotar cada uma das nossas pequenas vitórias: “lavei os cabelos essa manhã e não me atrasei”, “comi alimentos saudáveis no almoço”, “li um livro interessante” e por aí vai. Infelizmente, eu não consegui, mas tento adquirir o hábito de me lembrar de todas as coisas legais que aconteceram no meu dia. Nada grandioso. Mas, às vezes, tudo que a gente precisa para ter uma boa noite de sono é lembrar que conseguimos beber 2 litros de água naquele dia.

Vou dividir com vocês uma das minhas últimas pequenas vitórias. Anos atrás eu precisei colocar dois parafusos no tornozelo direito, cirurgia e recuperação foram um sucesso. Mas para manter esse sucesso eu preciso fazer exercícios físicos regularmente. Imagine isso para alguém com fobia de academias e esportes?

E sim, eu já tentei correr na rua, já tentei dança e outras atividades. Nada me deixava confortável.

Esses dias, depois de chatas sessões de fisioterapia por falta de exercício, decidi me rematricular na academia. Claro que eu entro com as mãos suando e achando que a esteira vai explodir. E a cada dia eu saio de lá com o seguinte pensamento: não, ela não explodiu mesmo depois de correr quatro quilômetros.

É ou não é uma maravilhosa pequena vitória?

Muitas vezes as pequenas vitórias abrem caminho para um grande sucesso. Ainda me usando como exemplo, eu sempre fui rotulada como péssima cozinheira, daquelas que queimava até miojo. Bom, eu não gosto de miojo, mas comecei a fazer lanches rápidos, refogar alimentos simples, aquele bolo de saquinho e quando percebi, estava fazendo pratos maravilhosos.

E sabe o que é o melhor? Eu descobri que eu amo cozinhar. Sabe o que é melhor ainda? Eu amo cozinhar para mim mesma, afinal, quem melhor que eu para ganhar um jantar incrível feito com muito amor pelas minhas mãos?!

Tem dias que são difíceis, tem dias que são péssimos e tem dias que são tão terríveis que você pensa que o universo está brincando com seu boneco de vodu. E é nesses dias que coisinhas simples se tornam imensas. Em períodos nebulosos as pequenas vitórias são uma imensidão de luz. Aceite essa luz. Comemore suas vitórias. Eu estou a cada dia aprendendo a comemorar as minhas.




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2018 • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Iunique • Studio Criativo

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: