22 • dezembro • 2016

O que esperançarmos para 2017?


CAUSE MARIA – Fim de ano chegando e com ele as reflexões sobre o que passou e as promessas para o próximo ano. Nesta época, parece que ficamos mais reflexivos. Surge em nós uma súbita esperança, não é mesmo?! É aquela sensação de que tudo será melhor, de que tudo o que não está bem certamente mudará…

Talvez seja mesmo a tal “Magia do Natal” que dá esse ânimo novo. Daí, para completar, tem também outros 365 dias facilmente comparados com folhas de papel em branco, limpinhas, prontas para que a gente volte a rabiscar a vida tudo de novo…

Enquanto eu pensava sobre o que escrever na última coluna do ano, percebi o quanto estava confusa e perdida sem saber exatamente o que abordar… Que tipo de assunto poderia interessar você que não só acompanhou essa coluna ao longo dos últimos meses… Mas que aqui, agora, em meio à correria que significa um fim de ano, segue acompanhando? Fui buscar respostas justamente em vocês…

Em conversa com minhas amigas Ana e Carol, com a minha irmã Aline e com meu namorado Marcelo, ouvi inúmeras sugestões… E no final das contas só deu ela: a esperança!!! “Você poderia falar sobre o que fizemos neste ano e esta magia que sempre nos faz pensar no melhor para o próximo ano“.

o-que-esperancarmos-para-2017

Foto: Pixabay

Então comecei a pensar a respeito do meu 2016. Ano bom, de crescimento espiritual e profissional meio que na marra, mas também na vida nada nunca foi tão fácil… Sempre soube que o caminho era “esperançar”. Ouvi esse termo em um vídeo sobre a esperança, no qual o escritor e filósofo Mario Sérgio Cortella fala sobre a diferença entre ter esperança (esperar) e esperançar (ter esperança e ir buscar). É bem por aí. Refleti sobre o ano e constatei que 2016 se mostrou generoso…

Foi o ano em que vi de fato a minha empresa Clockwork sair do papel, ganhar nome e registro oficial. A responsabilidade aumentou. A responsabilidade por mim, pelos clientes, pelas funcionárias, pelos parceiros…

Com isso também, aumentou a busca por decisões acertivas, pelo aperfeiçoamento do trabalho, pela credibilidade, por achar onde estava o nosso diferencial e a nossa identidade. Já sabia, mas constatei que o trabalho em equipe, a empresa em formato de time e a nossa agilidade são as nossas melhores armas. Estamos caminhando, não chegamos no final, apenas descobrimos o caminho em 2016.

Neste ano, estive à frente de projetos desafiadores, virar colunista do Moda Sem Crise foi um deles e logo depois fazer parte oficialmente da diretoria, me deixou muito feliz, mas confesso que o frio na barriga foi incontrolável. Ver esse projeto se tornar realidade em janeiro, quase parar em junho e retornar com força total em outubro também foi um fator a mais de crescimento.

As viagens foram inesquecíveis, assim como os encontros com amigos e familiares, rodas de conversas, teve risada, correram sim algumas lágrimas… Foi um ano de muito amor… Vivi momentos de muita tensão diante dos problemas e muito mais força ao vê-los resolvidos. E a perda de pessoas importantes, coisa que ainda não sei lidar, não sei, não sei mesmo, mais uma vez me fizeram enxergar o quão vulneráveis somos…

Foram tantas as lições… Que o que me resta agora é ter esperança e convidar a todos para refletirem e esperançarem comigo. E é com essa garra que me lanço em 2017…

Refletir sobre 2016 me faz entender com clareza onde quero estar e para onde quero ir. Para 2017, a meta é que os passos continuem sendo para frente. Que o círculo de amizade seja ampliado por pessoas tão especiais quanto as que já existem. Que as conversas, risadas, brincadeiras não cessem. Que a força para lidar com as perdas venha, pois as perdas infelizmente existem.  Que os ouvidos e os olhos se abram para que o cérebro consiga assimilar o conteúdo externo para melhorar o interno. Que mais momentos mágicos em família aconteçam como neste ano. E que nosso time, agora conhecendo suas forças, consiga ir além.

Que a Cause Maria continue crescendo e que eu continue recebendo toda essa atenção e carinho que vocês me dão a cada texto. Me sinto grata por cada curtida, cada comentário ou crítica, cada identificação ao longo deste ano. Certamente vocês fazem parte desse meu crescimento em 2016 e espero que eu também tenha plantado alguma sementinha dentro de cada um, além de um estímulo a nunca descartar possibilidades, sempre refletir sobre elas  e  caminhar da direção da melhor escolha.

o-que-esperancarmos-para-2017

Agradeço a todos que nos acompanham, sintam-se abraçados (adoro abraços) e fortes para desenharmos um ano novinho. Estamos prontos para 2017, transformando as promessas em metas, pois elas funcionam mais e sabendo que todos os desejos não caminham se não estivermos de corpos e mentes ligados a eles.  E para quem ainda não se sente pronto, que tal começar a se aprontar? Quem topa?

____

Curtiu este conteúdo? Quer ver mais? Siga o Moda Sem Crise no Facebook. Basta clicar no link cor de rosa, curtir a fanpage, seguir, interagir, e pronto, você  ficará por dentro de todas as novidades e publicações. Te esperamos!




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2019 • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Iunique • Studio Criativo

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: