19 • novembro • 2016

Conceitos sustentáveis são tendência para novos e criativos negócios de moda


MODA – Moda e sustentabilidade nunca caminharam tão juntas como atualmente. A preocupação em reciclar, reutilizar e afetar cada vez menos o planeta chegou às passarelas para ficar.  Conceitos como o slow, que incentiva a valorização da diversidade e da riqueza de nossas tradições; e o upcycling que visa a criação de produtos valiosos a partir de resíduos e materiais descartáveis estão em alta, fazendo com que jovens produtores e estudantes de moda estejam cada vez mais atentos a essas tendências.

A Odyssee, que surgiu através de um projeto de graduação de moda que pesquisava resíduos sólidos e suas políticas e práticas no Brasil e no exterior, é um representante do conceito upcycling no Brasil. A marca, criada pela designer de moda carioca Fernanda Nicolini, de 34 anos, produz acessórios a partir do reaproveitamento de resíduos eletrônicos. “Cresci vendo meu pai montar e desmontar coisas, consertar e inventar coisas eletrônicas e quando em minha monografia a faculdade propôs que desenvolvêssemos coleção dentro do universo sustentabilidade,  resolvi unir o útil ao agradável e falar sobre várias questões que venho observando ao longo do tempo como consumo desenfreado de gadgets, obsolescência programada e descarte incorreto”, explicou a designer.

Assim como Fernanda, alunos do curso técnico de Produção de Moda do Senac Penha abraçaram o conceito e criaram o projeto (Re)Novamoda, que traz, por meio da moda, a reflexão sobre o impacto socioambiental causado pela produção da indústria têxtil.

Na noite de quinta-feira, 16, o grupo de alunos apresentou como trabalho de conclusão do penúltimo módulo, um desfile que levou para a passarela marcas que se identificam com o slow fashion, upcycling, produção local e que se preocupam com o consumo consciente, entre elas, a Odysee.

conceitos-sustentaveis-sao-tendencia-para-novos-negocios-criativos-de-moda-Desfile-RenovaModa-senac-penha-foto-inês-correa

Look composto por peças da marca Molett, colar criação do (Re)Novamoda e calçados Inbox Shoes- Foto: Divulgação Senac São Paulo

Segundo Luiza Mendonça, 20 anos, produtora de moda do (Re)Novamoda, o grupo, formado por 13 alunos, não confecciona peças, por isso realizou uma curadoria para selecionar as marcas que se encaixaria perfeitamente nos conceitos e objetivos.  “Além das marcas, também estamos produzindo em brechós, que também se encaixam no consumo consciente, por ter peças de segunda e que não vão mais consumir energia ou recursos naturais para sua fabricação”, relatou.

conceitos-sustentaveis-sao-tendencia-para-novos-negocios-criativos-de-moda-Desfile-RenovaModa-senac-penha-foto-inês-correa

Produção com colares Odyssee, vestido Brechó Associação Santo Agostinho e mochila Panoplano, sapato acervo do (Re)Novamoda – Foto: Divulgação Senac São Paulo

Também integrante do grupo, a produtora de moda Bianca Brandino, 22 anos, conta que o projeto lhe trouxe uma experiência significativa em pesquisa e desenvolvimento: “É primeira vez que desenvolvi um projeto desde o começo, aprendi sobre a produção em si, o relacionamento com as marcas, o desenvolvimento do styling, além de toda a comunicação do evento”.

foto-ines-correa-desfile-renovamoda

Produções com marcas Avah, Molett, Côté, Brechó Lexik, Vegano Shoes e Inbox Shoes – Fotos: Divulgação Senac São Paulo

O desfile que aconteceu no Centro Cultural da Penha, na zona leste, revelou para a plateia 45 looks. “Organizamos um desfile sustentável, no qual utilizamos marcas que trabalham com acessórios e materiais reaproveitados. Queremos passar para o público um novo conceito de moda e como podemos consumir acessórios e roupas que não prejudique o meio ambiente”, enfatizou Bianca Matos, 19 anos, produtora de backstage. “Eu já tinha um conhecimento sobre slow fashion, brechós e upycicle, mas este trabalho no curso me trouxe uma ampla visão sobre moda sustentável”, complementou a produtora de moda Mariana Maceu, 20 anos.

foto-renovamoda-ines-correa

Outras produções apresentadas pelo (Re)Novamoda com a participação do Brechó Lexik, Maria Tangerina, Comas, Cycleland, Srta. Galante, Brechó Minha Vó Tinha, Avah, Vegano Shoes e Zerezes – Fotos: Divulgação Senac São Paulo

Entre as marcas apresentadas na noite de ontem estava a Avah, das estilistas paulistas Ticiana Furriela, 26, e Bárbara Contin, 27, que utilizam para suas criações, resíduos, pequenas confecções e artesãos. “Estamos inseridas no mercado de trabalho de moda, e nele como é de amplo conhecimento ocorre um grande desperdício de material e por vezes desrespeito a cadeia de fornecimento. Nisso enxergamos uma oportunidade de fazermos algo para melhorar tais questões”, contaram. “Nós ficamos muito felizes em participar do evento que tem os mesmo princípios que valorizamos”.

conceitos-sustentaveis-sao-tendencia-para-novos-negocios-criativos-de-moda-Desfile-RenovaModa-senac-penha-foto-inês-correa

Produção com peças da Avah uma das marcas parceiras no projeto – Foto: Divulgação Senac São Paulo

A Comas também esteve entre os looks desfilados. Fundada em 2008 pela uruguaia Augustina Comas e lançada em julho de 2016, a marca traz diversos modelos de camisa feminina, vestidos, saias, chemises produzidos a partir do reaproveitamento de camisas masculinas.

O desfile também contou com as marcas Assa, Brechó Minha Vó tinha, Brechó Lexik, Voyage Vintage, Gostou, Cótê, Cycleland, Srta Galante, Mollet, Vegano Shoes e Verssa.

conceitos-sustentaveis-sao-tendencia-para-novos-negocios-criativos-de-moda-Desfile-RenovaModa-senac-penha-foto-inês-correa

O desfile aconteceu na última quinta-feira no Centro Cultura Penha – Foto: Divulgação Senac São Paulo




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2021 • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Iunique • Studio Criativo

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: