16 • julho • 2018

10 documentários para refletir sobre a produção e repensar o consumo de moda


Julho é mês de férias. E aí está uma excelente oportunidade para aproveitar o tempo livre para conferir produções audiovisuais sobre produção e consumo. Os documentários indicados neste post pelo Moda Sem Crise são em sua maioria relacionados à cadeia têxtil e estão disponíveis em plataformas pagas e gratuitas – exceto um*. Para quem está em busca de filmes e documentários sobre Moda e Sustentabilidade capazes de provocar mudanças de pensamento, hábitos e posicionamento, está aqui uma excelente sugestão de checklist. Bom filme.

RiverBlue – O documentário canadense faz uma viagem por rios em todo o mundo para mostrar a poluição e degradação causada pelo processo de tingimento de tecidos, lavanderias de jeans e curtumes de couro. Aqui no Brasil o longa foi exibido pela equipe do Fashion Revolution em seus eventos. Há uma versão disponível para compra na Google Play Filmes. O custo é de R$ 6,90 e R$ 19,90 em HD. Para comprar clique aqui.

10-documentarios-para-refletir-sobre-a-producao-e-repensar-consumo-de-moda

The True Cost – Lançado em 2015, o documentário de Andrew Morgan dá detalhes da cadeia produtiva de grandes marcas e redes fast fashions. O objetivo da obra é alertar e provocar o questionamento de toda a indústria da moda, que envolve, entre outros, produtores de algodão, donos de fábricas têxteis, trabalhadores que ganham US$ 2 dólares por dia – o que equivale a menos de R$ 10 diários. Indústria que envolve ainda ativistas que lutam pelos direitos humanos desses trabalhadores e economistas que são a favor ou contra um sistema que explora e promove a desigualdade, crueldade e destruição. O documentário que mostra o verdadeiro valor da indústria da moda está disponível na #Netflix.

Traceable* –  O filme dirigido por Jennifer Shape, é de 2014, e pauta a importância de mostrar a realidade da indústria têxtil. E assim como em The True Cost, Traceable faz uma crítica super consumismo provocado pelas fast fashions retratando as más condições de trabalho que profissionais do setor são submetidos e a miséria em países subdesenvolvidos. O filme não está mais disponível na Netflix. E embora faça parte do catálogo da Google Play está indisponível. Mas dá para assinar a notificação para receber aviso caso seja outra vez disponibilizado.

The Next Black – O documentário de David Dworsky e Victor Kohler fala do futuro das roupas. Dentro desse contexto, o filme que tem 47 minutos de duração aponta alguns exemplos de inovação que já estão sendo usados e a tecnologia wearable – dispositivos vestíveis. Por essa mesma perspectiva, outra questão que o filme aborda é a indústria fast fashion. O documentário está disponível no Youtube (em inglês).

Slowing Down Fast Fashion – Criado e apresentado por Alex James, baixista da banda britânica Blur, Slow Down Fast Fashion aborda a irracionalidade do consumismo desenfreado da moda atual pelos olhos de uma ex-viciada em compras. Lançado em 2016 o filme tem declarações da estilista Vivianne Westwood. Slow Down Fast Fashion está disponível no Youtube pelo custo de R$ 6,49.

Machines – A precariedade no trabalho, higiene e segurança da indústria têxtil indiana é a abordagem de Machines. O documentário lançado em novembro de 2016 é dirigido por Rahul Jain e retrata o trabalho duro de indianos em uma fábrica têxtil em Gujarat – segundo Estado mais industrializado do país, ficando apenas atrás de Maharashtra. Você pode comprar ou alugar para assistir na Amazon. O custo do aluguel é de US$ 4.99 (R$ 19) ou comprar por US$ 9,99 (R$ 39). Para adquirir a produção clique aqui.

Brazil: Slaves to Fashion – Disponível no YouTube, o documentário mostra São Paulo como uma das cidades mais dinâmicas e populosas do mundo, capital financeira do Brasil, um ímã para migrantes econômicos de países vizinhos. E denuncia a difícil realidade de imigrantes costureiros e costureiras que buscam emprego na Capital paulista. Trabalhadores submetidos à condições de trabalho análogo à escravidão.

Unravel – Curta-metragem disponível no YouTube, Unravel aborda a indústria de reciclagem da Índia e mostra como toneladas de peças de roupas novas e seminovas descartadas por outros países do Ocidente vão parar lá. O filme dirigido por Meghna Gupta também mostra mulheres trabalhadoras das fábricas de reciclagem para onde essas peças são enviadas. A produção de apenas 13 minutos é também um convite para repensar hábitos de consumo.

The Story of Stuff – A história das coisas é uma animação que conta com a participação de Annie Leonard aborda o ciclo de vida dos produtos e os efeitos do consumismo. Essa versão é traduzida para o português. O vídeo tem pouco mais de 20 minutos e está disponível no YouTube.

 

The Rise of Lowsumerism – Este vídeo é resultado de diversos estudos realizados pela Box1824 – empresa de pesquisa especializada em tendências de comportamento e consumo – e da observação atenta de tudo que acontece na sociedade. A produção faz um alerta sobre os exageros e hábitos de consumo na contemporaneidade e propõe um estilo de vida de consumo equilibrado.

E + >>> Lixo Extraordinário – Documentário que não tem a moda como carro-chefe e sim a arte. Mas vale a pena conferir. O documentário Lixo Extraordinário é uma produção sobre o desdobramento do trabalho do artista plástico brasileiro Vik Muniz em uma jornada de dois anos em um dos maiores aterros sanitários do mundo, no Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. O emocionante documentário mostra a relação artística e de intervenção social de Muniz com os catadores que trabalham no aterro. Filme completo também no Youtube.

Já assistiu algum dos filmes dessa lista? Deixe um comentário nos contando sua opinião sobre a produção. Sabe de algum outro filme que poderia estar nesta lista? Comente também. É sempre um prazer contar com a sua contribuição.




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2018 • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Iunique • Studio Criativo

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: