Estiloterapia: conceito faz conexão entre a psique feminina e a moda — Moda Sem Crise
06 • março • 2017

Estiloterapia: conceito faz conexão entre a psique feminina e a moda


COMPORTAMENTO – Uma forte tendência cresce e segue no sentido contrário ao de práticas comuns da vida contemporânea, como o consumo exagerado e a busca por ideais há anos moldados pelas indústrias da moda e da beleza. Falamos da valorização da essência e o propósito de existência, que para a nossa alegria, é o novo preto!

Um caminho possível tem levado mulheres a despertarem por meio do autoconhecimento estabelecendo uma verdadeira conexão entre o corpo, a alma e o estilo. E por trás desse conceito está a psicóloga, coach e consultora de imagem, Mariana Iannuzzi, criadora da Estiloterapia.

Mariana propõe em sua consultoria um olhar integrado que vai muito além da peça de roupa. Prestes a inaugurar oficialmente o ateliê que carrega seu nome, a carioca que desde 2012 vive em São Paulo, faz uso do amplo repertório profissional tendo também por base experiências pessoas.

estiloterapia-conceito-faz-conexao-entre-a-psique-feminina-e-a-moda

Mariana Iannuzzy criadora da estiloterapia ao centro da roda – Foto: Camila Mendonça

Tive uma empresa no Rio [de Janeiro] que era uma fábrica de balas. Na época conheci meu marido. Além da empresa de balas, era sócia do meu pai em um escritório de contabilidade. E odiava trabalhar lá. Quando comecei namorar, meu marido já estava de ponte-aérea para cá. E quando decidimos vir pra São Paulo eu achei ótimo”, contou a terapeuta que em só tacada entrou o ano de 2012 em uma casa nova, com estado civil novo, em uma cidade nova. “Foi uma mudança total.”

A vinda para a Capital paulista a fez se preocupar com o que vestir. Foi então que contratou uma personal stylist. “Vim do Rio achando que para morar em São Paulo teria que me arrumar muito bem, porque carioca anda de chinelos. E essa foi super legal. Ela me ajudou em uma série de coisas. Mas eu me olhava no espelho e não me via. Um dia meu marido falou ‘olha você está maravilhosa, linda, mas está marrom, o que houve com você, cadê suas cores?’. Eu não estava me reconhecendo e ele também não. Percebi que alguma coisa estava realmente desconectada”, contou.

Mariana lembra que nesta época passava pela transição da vida no Rio para a que começaria de fato aqui. Sem saber exatamente qual caminho seguir, a profissional que até então não havia exercido a carreira na qual se formou, a psicologia, mesmo sem conhecer detalhes do segmento da moda, apostou em um curso de consultoria de imagem, e em Nova York (EUA) buscou conhecimento na área de coach e consultoria de imagem. Todo esse processo, segundo ela, durou cerca de um ano e meio. Mas a fez se encontrar.

estiloterapia-conceito-faz-conexao-entre-a-psique-feminina-e-a-moda

Terapia propõe autoconhecimento e envolve o corpo e a alma para chegar ao estilo – Foto: Camila Mendonça

“Começar a receber várias mulheres com muitas questões relacionadas ao corpo, de não aceitação, não merecimento, de feminino ferido. E acho que aflorou a psicologia que estava meio adormecida. Minha formação foi muito em parte dos atendimentos que fiz porque vinham questões parecidas comigo. E a psicologia fala que você tem que estar resolvido. E ninguém nunca está. Havia esse lugar de não ter assumido formação acadêmica por muito tempo pelo distanciamento de quem está atendendo. E não sou distante. O que me conecta com essas mulheres com as quais trabalho é a identificação. Minha história ajuda construir a dela. E a dela ajuda a construir a minha”, explicou.

Para a terapeuta, a em seu processo a mulher precisa ser vista de forma integral. E considera a roupa como o último grau. “No final do processo ela reconhece a beleza dela do jeito dela independente se o corpo é triângulo, retângulo ou ampulheta”, disse Mariana mencionando três dos cinco tipos de corpos estabelecidos em processos de consultoria de imagem. “Falamos sobre isso, mas não com essa linguagem. Mas sim como ela acolhe esse corpo, qual a história desse corpo, como é que é a aceitação desse corpo, como o toca e se o toca. Meu trabalho virou “estiloterapia” por se tratar de algo embasado pelo tripé: corpo, alma e estilo, que é a minha expressão, e que não precisa ser apenas a roupa, pode ser a arte, pode ser a música, pode ser a comida, pode ser um monte de coisas.”

E assim, a história de Mariana se mistura ao local que agora ocupa. “Eu precisava ter um espaço físico. Era algo que eu queria. E defendo que dá sim para fazer um negócio onde a gente confie nas relações, onde a gente consiga construir junto.” E junto com seus parceiros e colaboradores, neste 8 de março, Dia Internacional da Mulher, Mariana inaugura oficialmente o Ateliê Mariana Iannuzzy, no Itaim Bibi, zona sul.

O ateliê que conta com um amplo espaço e abriga inclusive o projeto Roupa Livre, plataforma que propõe a troca de roupas, funciona de forma compartilhada e com fundamentos da economia criativa. “Estabelecer isso é bem desafiador. É a construção de um novo modelo de economia. Abrimos no final do ano, quando as pessoas estavam mais aceleradas. Mas agora estamos perto da inauguração.”

O uso do espaço é coletivo e aberto para atividades em grupo como oficinas, vivências, rodas de conversas. É flexível para atendimentos individuais e reuniões. E compartilhado perfeito para quem quer trabalhar em um ambiente tranquilo. Para organizações, o ateliê está aberto para palestras, oficinas e eventos. E para quem busca os serviços de estiloterapia de Mariana o processo, que acontece também no ateliê, conta com 12 encontros divididos em três etapas: A primeira é o semear: momento em que é compartilhada a história; o sonho; a relação com o espelho; e o sentir para fazer sentido. A segunda é cultivar: é trabalhada a relação da mulher com a maquiagem; a personalidade ao vestir e as cores; e o corpo como templo. E para finalizar o florescer: que envolve o guarda-roupa e as escolhas inteligentes que levam ao fechamento da consultoria.

O ateliê serve como ponto de convergência de práticas que se alinhem com o trabalho da terapeuta, pautando principalmente o universo feminino.

Também como parte das comemorações em função do Dia Internacional da Mulher, entre hoje (6) e domingo (12) estão previstas interessantíssimas experiências e atividades. Informações clicando aqui: Semana da Mulher no Ateliê – Reivindique o seu direito de ser. 

06/03 das 20h às 21h30 – Sangue do Meu Sangue – Menstruação e Poder com Gabi Squizato

07/03 das 15h às 18h – Dança Circular: Andanças com Nádia Tobias Yanim

07/03 das 19h às 21h30 – Procura-se Equilíbrio com Co.madre – Um bate-papo para mães

08/03 19h30 às 22h30 – Inauguração Oficial com a Performance: Sobre Asas – Um manifesto para Ser com Mariana Themoteo Iannuzzi e Gil Bastos

09/03 das 15h às 18h – Sua Beleza Está Na Cara com Felomenia Pinho

09/03 das 18h30 às 21h30 – Conexão Com As Plantas com Anais Alves

10/03 das 15 às 18h – O Feminino Sem Guerrear #9 – Caminhos para a manifestação do ser com Luciana Kimi Luciano, Mariana Themoteo Iannuzzi e Nádia Tobias Yanim

11/03 das 09h30 às 17h e 12/03 das 09h30 às 14h30 – Flamenco No Divino – Dança Transformadora com Maria Rosa Jimenez Santiago e Luciana Kimi

O Moda Sem Crise esteve no ateliê, no último dia 24, com Mariana para conhecer o espaço e saber mais sobre a trajetória dessa inspiradora profissional. O encontro que envolveu também a consultora de imagem Larissa Frank que tem um trabalho pautado pelo consumo consciente e sustentável e a empreendedora Monique Ribeiro, que está começando uma marca de calçados artesanais produzidos a partir do reaproveitamento de resíduos têxteis e de couro animal, chamada Rabbleshoes – histórias que também serão contadas aqui – o especial encontro rendeu uma boa conversa e abriu portas para novas oportunidades.

Fotos da publicação e do destaque: Camila Mendonça (Facebook Ateliê Mariana Ianuzzy)

____

Curtiu este conteúdo? Quer ver mais? Siga o Moda Sem Crise no Facebook. Basta clicar no link cor de rosa, curtir a fanpage, seguir, interagir, e pronto, você  ficará por dentro de todas as novidades e publicações. Te esperamos!




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

2 Respostas para "Estiloterapia: conceito faz conexão entre a psique feminina e a moda"

MONIQUE BRASIL RIBEIRO - 08, março 2017 às (23:15)

Ficou maravilhoso o texto! =)
estou botando a leitura do site em dia, e está cheio de temas incríveis, parabéns!

Responder


Marcela Fonseca Marcela Fonseca - março 13th, 2017 em 12:02 pm respondeu:

Oi, Mô!!! Que alegria vê-la por aqui!!! Obrigada pelo carinho. Em breve sua história estará por aqui também!!! Beijosss

Responder

• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Responsivo por

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: