19 • Março • 2018

Se apegue a leveza do desapego


Quando tocamos no assunto desapego, pode perceber que uma série de sensações vem à tona. Muitas pessoas tem uma grande dificuldade de desapegar fisicamente e emocionalmente dos seus pertences e fazem desse assunto um tabu difícil de ser quebrado. Não estou dizendo que você tem que sair jogando tudo fora, mas manter as coisas que tem utilidade pra você e tentar utilizá-las.

Quando entro em uma casa para iniciar meus trabalhos de organização, as duas primeiras coisas que noto são o volume de coisas que a pessoa tem e o espaço disponível para adequação dos objetos. O ideal é que seja feita uma avaliação do que deve ser descartado e o que deve ser mantido. Quando esse espaço é suficiente para acomodar tudo o que a pessoa tem, tudo bem, sem problemas: Vida que segue.
se-apegue-a-leveza-do-desapego

Não espere uma ‘ocasião especial para usar aquela louça, aquela roupa ou o que quer que seja, lembre-se que o seu momento especial pode ser sim o aqui e o agora – Foto: Divulgação

Mas e quando o volume de coisas é maior do que o espaço que existe para acomodá-las? Não há milagre que resista.  É exatamente aí, que entram as questões mais delicadas e que envolve a vontade de ser realmente ajudado. Nessas horas, as pessoas percebem o quanto a teoria é linda: “Deixe ao seu redor apenas coisas que lhe trazem alegria”.  Porém, eu acredito que isso seja uma verdade, porque quando tudo o que é velho se vai e abre espaço para coisas novas, acontecem coisas que não dá pra explicar. Só vivenciando para saber.

Mas vamos supor que o apego emocional fale mais alto: você herdou da sua avó um jogo de louças lindo e maravilhoso. Qual a sensação de deixá-lo lá guardado, enchendo de pó e ocupando lugar no armário? Passe a enxergá-lo como um objeto especial. Desfrute desses objetos sempre que você achar que precisa de um momento especial, sem grandes extravagâncias. Por que não?

Minha mãe tinha um péssimo costume de usar copos de requeijão no dia a dia, com aquele monte de louças lindas guardadas. Até que um dia questionei: Por que não começamos a nos permitir viver diferente?  Passamos a utilizar copos lindos no nosso dia a dia e confesso que isso faz uma diferença deliciosa quando se trata de bem estar. (Eu brinco de fazer drinks de águas aromatizadas com alecrim, coloco gelo e fica aquela água linda de tomar!)

A felicidade fica escondida nos momentos recheados de simplicidade e cabe a você escolher querer encontrá-los ou não.

Foto: Divulgação

Tá, mas e se quebrar?

Tudo bem…. pelo menos você desfrutou da real utilidade daquele objeto.  E que tal encarar como uma oportunidade de se permitir ser feliz na simplicidade? Pelo menos existe a certeza de ter vivido um momento delicioso com você mesmo.

Desapegar é muito bom quando a gente sente na pele, porque esse ato aprimora a nossa capacidade de decisão. Analisar item por item muda a nossa mentalidade, muda a energia que nos cerca. Permita-se viver o tão famoso e assustador desapego de uma forma diferente & Let it Bee…

Cintia Palma (Let It Bee Organizer) é Personal Organizer Certificada OZ e YRU. Membro ANPOP. Especialista em Organização de Residências Corporativos. Sua proposta é ajudar pessoas a compreenderem os benefícios de uma vida organizada, transformado o ambiente residencial em um lugar agradável, funcional e personalizado respeitando o espaço e estilo de cada um.




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2018 • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Iunique • Studio Criativo

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: