Be rebelious, eat dessert first — Moda Sem Crise
20 • abril • 2017

Be rebelious, eat dessert first


MESA CORRIDA – Se o restaurante é daqueles que apresentam o cardápio do lado de fora, então, pode ter certeza de que a minha decisão entre entrar ou não dependerá, em grande parte, do que me oferecem na lista de sobremesas. Sou uma amante de doces declarada e valorizo muito esta etapa da refeição. Já cheguei a entrar num estabelecimento pra almoçar só por causa do que vinha no final, um autêntico crème brûlée. Claro que antes de chegar ao meu “objeto de desejo”, passei por umas torradinhas de entrada e um pato com batatas como prato principal.  O que, numa análise posterior, me pareceu um despropósito, afinal, eu poderia ter começado pelo o que realmente interessava.

Foto: Suellen Andrade

Foto: Suellen Andrade

Faltou-me a ousadia de Ally, personagem do filme “Remember Me” (Lembranças, no Brasil), que no jantar de primeiro encontro com Tyler, subverte as regras da refeição, pedindo ao garçom que traga a sobremesa antes de tudo. Questionada pelo acompanhante o motivo do pedido nada convencional, a moça disse que preferia ir direto ao que queria e evitar a possibilidade de não chegar ao que, para ela, era o melhor do jantar.

É verdade que nosso paladar já é treinado a comer o salgado antes do doce, mas isso está ligado a uma questão cultural e não fisiológica. Nos banquetes da Idade Média, ensopados, pães, carnes, queijos, bolos, doces e frutas eram servidos ao mesmo tempo. Não havia ordem para comer e cada um se servia como quisesse. A concepção de etapas na refeição, com a sobremesa vindo ao final, surgiu no século XVI, na França, com a ideia de refinamento à mesa.

Portanto, se bater aquela vontade, não se prive, coma a sobremesa primeiro. Já experimentou um chocolate como aperitivo para o almoço? Uma das minhas rebeldias preferidas.

Crème Brûlée

Foto: Suellen Andrade

Foto: Suellen Andrade

Ingredientes: 

500ml de creme de leite fresco – 85g de açúcar – 1 pitada de sal – ½ fava de baunilha – 4 gemas – Açúcar para caramelizar

Modo de Preparo:

Junte o creme de leite, 60g do açúcar e o sal. Leve ao fogo médio para ferver, mexendo delicadamente. Retire do fogo. Abra a fava da baunilha, raspe as sementes e adicione a fava e as raspas na panela. Tampe e deixe descansar por 15 minutos. Leve de volta ao fogo e espere ferver novamente. À parte, misture as gemas e o açúcar restante e adicione ao creme quente. Coe e distribua em ramequins. Asse-os em banho-maria no forno a 180°C até o creme ficar firme. Depois de retirar os cremes do banho-maria, leve a geladeira por pelo menos 6 horas. Quando for servir, coloque uma camada fina de açúcar sobre cada creme. Com um maçarico de propano, derreta e caramelize o açúcar.

+ Suellen é autora do blog “Encontrei Babette“ onde publica crônicas recheadas de conceitos gastronômicos e experiências gustativas com uma boa pitada de poesia.

____

Curtiu este conteúdo? Quer ver mais? Siga o Moda Sem Crise no Facebook. Basta clicar no link cor de rosa, curtir a fanpage, seguir, interagir, e pronto, você  ficará por dentro de todas as novidades e publicações. Te esperamos!




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Responsivo por

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: