Antes de mais nada, viajo pra dentro — Moda Sem Crise
28 • abril • 2017

Antes de mais nada, viajo pra dentro


A VIAJANTE – Eu não tenho televisão. Tomei esta decisão há cerca de dois meses e estou me sentindo bem com isso. Antes, eu tinha. Mas quase nunca assistia. Eu não compro jornais nem revistas. Há alguns anos parei com esta prática. Estou fazendo um experimento temporário, que é ficar sem internet em casa (comecei a aprender malabares e tenho lido livros que estavam há anos nas prateleiras, aguardando por uma oportunidade).

Não me sinto alienada por isso. Impressionantemente, ainda assim fico sabendo de tudo que anda rolando por aí. Por outro lado, considero muito importante (e necessário) obter informações que auxiliarão em nossa vida, proporcionando desenvolvimento. Eu tenho buscado cada vez mais estar no comando do que coloco pra dentro de mim. Afinal, não é apenas de comida que nos nutrimos. É muito importante saber aonde colocamos nosso foco.

Cresci em um ambiente que me propiciava o acesso à informação. Graduei-me em jornalismo. Sabia de tudo da cidade, do estado, do país, do mundo, do Universo… Hoje, procuro saber mais sobre mim. De que adianta se ocupar em ter informações de todo o tipo, se não conhecemos a nós mesmos? Será que aquela sua dor nas pernas, a pressão alta, o excesso de sono ou falta dele, o medo de falar com determinada pessoa, e muitos outros incômodos que aparecem em todos nós, são meramente obras do acaso ou uma herança genética?

antes-de-mais-nada-viajo-pra-dentro

Foto: Pixabay

Quando buscamos nos conhecer melhor, passamos a ter maior controle sobre o que acontece com a gente. E, a partir daí, temos a chance de fazer diferente, de buscar pelo equilíbrio e pela harmonia em nossas vidas. Mas para isso, é preciso nos ocupar de nós mesmos. Ou seja, é preciso tempo. Quanto mais nos ocupamos de fatores externos, menos tempo temos para nós.

antes-de-mais-nada-viajo-pra-dentro

Foto: Pixabay

Atualmente, meu lema é caminhar do micro para o macro. Primeiro busco cuidar da tríade corpo, mente e espírito. Depois, cuidar da minha empresa e da minha casa. A partir daí, já estarei mais apta a auxiliar no prédio que habito, nos lugares que frequento, nos ambientes familiares. Em seguida posso estar atenta ao que se passa na cidade, e por aí vai. Melhor do que apenas ficar informada, é ter consciência das necessidades e poder ser útil. Devemos fazer o que depende de nós. Nem a mais, nem a menos.

Se tratássemos com amor os espaços que frequentamos e as relações que estabelecemos, seriam incontáveis corações numa mesma sintonia. E aí, havendo vínculo, faria sentido um envolvimento mais amplo. Todos temos energia para ser usada ao longo da vida. Podemos escolher desperdiça-la, nutrindo-nos de fatores externos negativos e desarticulados de nossas vidas, que nos farão vibrar na mesma frequência. Podemos escolher aplicar a mesma energia em nosso combate interno e constante, que é a busca do autoconhecimento e da evolução, expandindo assim, a nossa chama interior.

Esta última, é a minha escolha. Até o mês que vem!

____

Curtiu este conteúdo? Quer ver mais? Siga o Moda Sem Crise no Facebook. Basta clicar no link cor de rosa, curtir a fanpage, seguir, interagir, e pronto, você  ficará por dentro de todas as novidades e publicações. Te esperamos!




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

Uma resposta para "Antes de mais nada, viajo pra dentro"

Celma - 28, abril 2017 às (21:31)

Este exercício de autoconhecimento é fundamental para que nossa vida ganhe sentido. Excelente reflexão…

Responder

• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Responsivo por

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: