Obra coletiva sobre gestão sustentável será publicada em outubro e organizadora planeja volumes 2 e 3 — Moda Sem Crise
08 • setembro • 2017

Obra coletiva sobre gestão sustentável será publicada em outubro e organizadora planeja volumes 2 e 3


NEGÓCIOS DE MODA -“+Sustentabilidade às Marcas de Moda – Reflexões e Indicadores”, projeto concebido e organizado pela consultora em estratégias de marcas, branding e gestão de negócios, Isabela Marotto, 49 anos, reúne a contribuição de 15 colaboradores que acreditam na sustentabilidade como processo e possibilidade, todos escolhidos em função de suas trajetórias dentro de cada um dos temas abordados na obra. O conteúdo de reflexões e indicadores – que será publicado digitalmente e distribuído gratuitamente deve interessar do Oiapoque ao Chuí. Isabela afirma ter se surpreendido com o alcance da divulgação do processo de produção do material. E adianta que com todo o interesse e engajamento que tem apoiado a iniciativa, outras duas publicações estão sendo planejadas.

Ao Moda Sem Crise, em uma entrevista por telefone, Isabela que há 20 anos atua na área da educação contou que o trabalho com gestão estratégica em empresas aconteceu dez anos atrás. “Dava consultoria e alguns anos atrás comecei a trabalhar mais especificamente com o universo da moda, atendendo algumas marcas de amigos, gerentes de marcas, até chegar o ponto em que fazia por prazer. São sete anos trabalhando neste segmento da moda e design e mais ou menos há cinco anos trabalho gestão sustentável.”

Experiência que lhe rendeu parte do material que vem à tona agora. “A ideia surgiu num momento de amadurecimento. Vou fazer 50 anos e um ano e meio atrás em uma parada em frente ao computador me dei conta da quantidade de coisas guardadas relacionadas à sustentabilidade. Muito movida ao contexto do Rio [de Janeiro], onde há um número significativo de marcas pequenas, sei que há gente nas áreas periféricas que muitas vezes não tem dinheiro para investir em uma consultoria. O que pensei há um ano e meio atrás foi pegar uma parte do que tenho para escrever um material de gestão de negócios para distribuir gratuitamente”, disse Isabela que naquele momento precisou arquivar a ideia.

“Fiz a proposta, sentei com algumas pessoas, mas essas pessoas não se animaram por estarem agendadas com outras coisas. Compartilhando a ideia com a amiga Mana Malta, ela disse: ‘Bá, Isabela, não fique chateada porque não deu certo. Vamos fazer outra coisa, vamos fazer esse material’. Isso me impulsionou, me motivou. Naquele momento percebi que teria alguém remando o barco comigo e decidimos seguir. Listamos uma série de tópicos pertinentes para serem abordados e convidamos os colaboradores que toparam este desafio.”

O projeto ganhou fôlego recentemente e há cerca de dois meses vem sendo preparado por ela e pelos colaboradores incorporados à publicação. Os co-autores da obra são amigos, com expertise em diferentes assuntos. E com isso, +Sustentabilidade à Marcas de Moda conta com reflexões e indicadores espalhados pelos capítulos: Gestão de Negócios Sustentáveis, Empreendedorismo, Vendas/E-commerce, Meio Ambiente e Têxteis, Têxteis e seu Mercado, Fornecedores Têxteis, Moda Circular, Marcas e o Valor Intangível, Tingimento Natural, Reaproveitamento de Tecidos, Upcycling/Acesśórios, Coletivos/Eventos, Consumo, Veganismo e Menos Lixo nas Empresas.

O objetivo é fazer com que esse conteúdo chegue às mãos de trabalhadores à serviço da moda, como, por exemplo, estilistas, modelistas, costureiras, artesãos, associações, cooperativas, alunos, universidades, faculdades, núcleos de moda, engajados e interessados em trabalhar com suas marcas de forma cada vez mais sustentável.

“O intuito é que esse material chegue a pessoas que muitas vezes não tem acesso a essas informações, principalmente no interior do Brasil, onde existe maior dificuldade, e que chegue para fomentar essa grande rede de pessoas que trabalham com economia criativa, sustentabilidade, que se estenda onde tem menos contato, por uma série de fatores. Atendendo marcas pequenas e com três quatro anos de vida, a gente sabe e vê em função da consultoria que tem inúmeras marcas com dificuldade com a questão da gestão. Quando divulgamos a capa levei um susto, não imaginava que teria repercussão, mas não imaginava que seria tão rápido. Realmente o fluxo de pessoas contactando e querendo saber foi infinitamente maior, surreal, fiquei por quase cinco dias, das 8h30 às 23h30 respondendo mensagens. A gente vê que a ideia funciona e está dando muito certo.”

Colaborações voluntárias e engajadas

A única premissa, segundo a consultora Isabela Marotto para a escolha dos outros 15 colaboradores escritores foi o envolvimento com o tema. A organizadora de +Sustentabilidade às Marcas de Moda não se preocupou com a formação extremamente acadêmica dos envolvidos. “O bacana desse material acredito que seja exatamente isso, a gente perceber como é o estilo que muda, claro, de um colaborador para o outro. E é bacana mostrar essa diversidade que a gente sabe que tem Brasil afora no contexto do material”, diz.

Além dos voluntários co-autores, Isabela destaca a contribuição também voluntária de Márcia Albuquerque, da Substância 4 Design Integrado, responsável pela concepção e produção da capa e toda a diagramação do conteúdo. “Ela desenvolve uma trabalho de colagismo, como prazer, é algo de que gosta e se dedica muito e conversando, também gosto de colagismo, surgiu a ideia e ela desenvolveu a capa.”

O projeto conta com as participações: da estilista com especialização em artes visuais, Mana Malta; especialista em sustentabilidade e moda circular e idealizado do Es-Fashion, Alice Beyer Schuch; a estilista e idealizadora da Lusco Fusco, marca de Slow Fashion e Upcycling, Débora Nardello; a carioca designer de moda e criadora da Odyssee, marca fundamentada no upcycling, Fernanda Nicolini; o biólogo e professor Marco Aurélio Louzada; a consultora em Design para marcas de moda e decoração na empresa Ressignificando, Katia Kayser; a figurinista e artista têxtil Fabíola Trinca; o geógrafo consultor de gestão de resíduos João Victor Daim; O consultor em gestão empresarial e mercadológica Juarez Tonietto; o empreendedor e mentor com experiência em canais de venda, gestão e startups Juan Medeiros Barbosa; a estilista que atua em Goiânia que atua no mercado de moda com trabalhos sob medida e encomendas Milleide Lopes; a capixaba autodidata que carrega consigo o dom da costura artesanal e uma das idealizadoras do evento O Mercado, Clarissa Muniz; o ativista vegano, permacultor urbano e gerente de Marketing Leandro Pagnoncelli; a fundadora da iniciativa Por Favor Menos Lixo, Karen Dreyer; e a socióloga pesquisadora e palestrante sobre identidade e antropologia do consumo e formação e inserção do designer no mercado da moda, Clarissa Quelhas.

obra-coletiva-sobre-gestao-sustentavel-sera-publicada-em-outubro-e-organizadora-ja-planeja-volumes-2-e-3

Isabela Marotto e os colaboradores de +Sustentabilidade às Marcas de Moda – Fotos: Divulgação

Volumes 2 e 3 – Outras duas publicações estão sendo planejadas

Com tanta repercussão e engajamento para a elaboração de +Sustentabilidade às Marcas de Moda, a consultora Isabela Marotto já articula a criação de outras duas publicações. “Os volumes 2 e 3 já estão sendo planejados. Com esse primeiro material surgiu um desejo de colocar a coisa da gestão de negócios na escrita. No segundo material vou escrever algumas reflexões e percepções que tive durante estes anos todos em relação ao atendimento ao cliente, posicionamento de marcas, coisas que tenho trabalhado no branding. Outra parte com estilistas e modelistas e temos o intuito de fazer um belíssimo material com costureiras. Surgiu também a ideia de fazermos um vídeo e temos alguns parceiros que topam o desafio”.

Já o volume 3, Isabela explica que não há nenhum convite formalizado, mas o objetivo é realizar um material somente com fotógrafos do universo da moda.

“O material não tem grandes mistérios e não pretende ser material que traga todas as respostas. São reflexões e indicadores porque ele pretende ser mais um material que proporcione algum entendimento desses tópicos. No 2 vamos ouvir alguns retornos, algumas devolutivas. A gente quer entender a demanda. E a intenção é que realmente todo esse material voe aos quatro ventos do Oiapoque ao Chuí. Percebemos que isso vai acabar nos gerando palestras, cursos, as pessoas querem conversar. Estou bem feliz. Estou vendo que as coisas estão numa proporção muito maior e que muitas pessoas podem colaborar com isso”, completa.

Isabela tem usado seu perfil no Facebook para divulgar informações sobre o conteúdo e todas as publicações relacionadas ao projeto +Sustentabilidade às Marcas de Moda são públicas.

____

Curtiu este conteúdo? Quer ver mais? Siga o Moda Sem Crise no Facebook. Basta clicar no link cor de rosa, curtir a fanpage, seguir, interagir, e pronto, você  ficará por dentro de todas as novidades e publicações. Te esperamos!




Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Responsivo por

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: