Arquivos Dentro do armário — Moda Sem Crise
12 • dezembro • 2017

Entrega por SP faz vaquinha para tirar do papel projeto Lavanderia Social


Você já chegou em casa após um longo dia de compromissos de trabalho, estudo, enfim, após passar horas no trânsito caótico de São Paulo, pensando única e exclusivamente em uma coisa: tomar um banho? Se sim. Talvez neste mesmo dia você tenha passado por alguém que, vivendo em situação de rua, até teve esse desejo, mas não a mesma oportunidade. Olhando justamente para a população acometida pela invisibilidade que vive nas ruas da Capital paulista, o projeto Entrega por SP, que desde 2013 promove em suas ações mais do que a doação de kits e roupas, se prepara para colocar em prática, em fevereiro de 2018, o projeto Lavanderia Social. Para viabilizar a ideia, uma campanha de financiamento coletivo foi aberta e segue firme e forte até o dia 8 de janeiro. Continue lendo


06 • dezembro • 2017

Moda Inclusiva: “Somos pessoas e a deficiência é apenas uma característica”


Afinal para quais corpos a moda trabalha? Este é o principal questionamento do projeto #MEUCORPOÉREAL. Criada pela paulista Michele Simões, a iniciativa surgiu da necessidade de levar à indústria informações mais consistentes pela moda. Desafios que a estilista enfrenta pessoalmente e diariamente e pelos quais luta com o objetivo de ver acontecer a quebra de esteriótipo da moda para a pessoa com deficiência e o fim da falta de informação. Continue lendo


28 • novembro • 2017

Fashion Revolution Brasil publica em português índice de transparência com marcas globais


É comum que diante do espelho, já dentro do provador de uma loja de roupas, calçados e/ou acessórios, o consumidor só se preocupe em saber se o produto que está prestes a comprar lhe cai bem e se o valor cabe em seu bolso. Nem sempre o processo de criação e produção de uma peça é levado em consideração no momento de sua escolha. Mas, definitivamente, isso não deveria ser assim. Consumir é um ato político. E procurar saber mais sobre empresas e seus processos de produção e seus impactos sociais e ambientais é uma importante ferramenta com a qual já é possível contar. Isso porque, com os esforços de ONGs como o Fashion Revolution e Repórter Brasil dá para consultar e procurar informações relevantes a respeito de um outro processo das marcas: o processo de transparência que envolve toda a sua cadeia de produção. Continue lendo


21 • novembro • 2017

BEFW: Nada de moda pela moda, evento surge para atender mercado engajado e de valor intangível


A cidade de São Paulo está prestes a sediar e testemunhar um momento que tem tudo para ser um marco na história deste país. A primeira semana dedicada exclusivamente à moda brasileira pautada pela sustentabilidade – a Brasil Eco Fashion Week (BEFW) – acontece entre os dias 21 e 24 de novembro, no Unibes Cultural, no Sumaré, zona oeste. A BEFW é uma resposta à crescente demanda contemporânea por um mercado de moda engajado a valores humanos, consciente de consumo e preservação ambiental. A programação aberta e gratuita é extensa e multidisciplinar. Mas, mais do que promover desfiles, o objetivo é ir além da moda pela moda para sensibilizar, inspirar e fomentar um claro e profundo debate sobre a urgência de práticas éticas e responsáveis. Continue lendo


06 • novembro • 2017

Diversidade brasileira: A indústria da maquiagem tem atendido?


BELEZA – A beleza da mulher negra brasileira vem ganhando merecidamente destaque, mas os desafios para a indústria cosmética que não se empenha a favor da diversidade tão enraizada no país são vários. Para especialistas, os avanços até aqui estão bastantes relacionados ao universo online e a forte reivindicação da sociedade por representatividade. Blogs e canais de vídeos dedicados à maquiagem da pele negra, assim como os voltados para cabelos crespos e cacheados, então em alta. Só para que se tenha uma ideia, em agosto desde ano, pela primeira vez no Brasil, as buscas no Google por cabelos cacheados superaram a procura por cabelos lisos. Os dados, que foram divulgados pelo buscador revelaram um crescimento de 232% na procura por informações sobre cuidados com cabelos cacheados no último ano e o interesse por informações sobre cabelos afro subiu 309% em dois anos. Acompanhando esse desenvolvimento, o segmento – em especial de maquiagem – têm oferecido opções, no entanto, esse público parece ainda considerado apenas como um nicho de mercado. Continue lendo


16 • agosto • 2017

The Street Store: Vale do Anhangabaú, em SP, vira loja a céu aberto para atender população em situação de rua


MODA – O Vale do Anhangabaú, no Centro de São Paulo, neste sábado, 19 de agosto – Dia Nacional da Luta da População em Situação de Rua -, entre 10h e 16h, será ocupado pelo movimento internacional The Street Store – A Loja de Rua, em tradução livre. A ideia que surgiu na África do Sul volta a Capital paulista, cuja estimativa da população nesta lamentável situação avança para o número de 25 mil pessoas. O evento que nesta edição tem a iniciativa dos estudantes Alexandre Del Rei Macedo e Bianca Mena já conta com a mobilização de 230 voluntários e soma em arrecadação – até o fechamento deste conteúdo – quatro mil peças de roupas e 200 kits de higiene pessoal. As arrecadações seguem até o dia 18. A expectativa do grupo é tornar a ação permanente e realizar outras iguais por aqui. Então, se você tem em seu guarda-roupas peças à espera de um novo dono, não perca a oportunidade de atender a esse chamado e contribuir. Continue lendo


16 • junho • 2017

A gordofobia, a adolescência e a moda Plus Size


MODA/COMPORTAMENTO – Você é uma pessoa gordofóbica? O termo gordofobia é relativamente novo – e sequer está incorporado aos dicionários brasileiros, nem mesmo nas versões online. Mas, na prática, não é de hoje que a população do Brasil conhece – e muito bem, seja sofrendo ou manifestando – a definição e significado da palavra gordofobia, que velada ou não, remete ao ódio. A pergunta é, portanto, um convite à reflexão.

Militante feminista e ativista do movimento negro, Júlia Rocha Paulino, aos 17 anos, encontrou justamente na palavra – em sua forma mais ampla – uma maneira de definir e significar a si mesma para lutar contra o preconceito que por anos a feriu e a fez odiar o próprio corpo por causa de seu peso e sua cor. “A poesia surgiu devido ao desejo de amar meu corpo. Desde meus nove anos tento atingir esse padrão imposto. Não queria viver mais em função disso. E hoje vejo o quanto é simplesmente incrível resistir, por meio da poesia, com alma, sabe?.” Continue lendo


16 • maio • 2017

A moda ética e consciente precisa deixar de ser nicho para ser absolutamente normal


NEGÓCIOS DE MODA – “Gosto não se discute”. É o que diz um ditado popular. Mas, o fato é que os adventos tecnológicos – em especial a internet – tornaram essa afirmação um tanto quanto fora de moda. E levando em consideração as constantes transformações pelas quais passam os processos de produzir e, principalmente, consumir moda na contemporaneidade, tão importante quanto o gosto é o que fazer com a liberdade de escolha – questão também, mais do que nunca, colocada em debate.

Para Eloisa Artuso, co-fundadora e consultora da UN Moda Sustentável, esse é um momento ímpar na história recente da indústria da moda que, guiada por demandas de consumidores, precisa definitivamente se posicionar a respeito de valores econômicos, sociais e ambientais. “A moda sustentável está a ponto de deixar de ser nicho para se tornar normal. Ela está a ponto de acontecer. Mas não pode acontecer só para quem é muito engajado. Está na hora da moda sustentável se tornar normal”, disse. Continue lendo


05 • maio • 2017

Ética e transparência no processo de produção: O que o consumidor tem a ver com isso?


NEGÓCIOS DE MODA – Diante do espelho do provador o consumidor só quer saber se a roupa que experimenta lhe cai bem, se o deixa bonito. No entanto, para promover a produção ética e transparente capaz de transformar a indústria da moda, o consumidor não pode se limitar pensar apenas nisso. Usar algo que cai bem é sim importante. Mas questionar as marcas – de grande, médio ou pequeno porte – sobre as condições de trabalho de quem está dentro e fora das oficinas produzindo é fundamental. Para a Gerente de Sustentabilidade do Grupo Malwee, Taise Beduschi mudar essa mentalidade é o grande desafio da indústria que preza por questões socioambientais. Continue lendo


04 • maio • 2017

Negócio Social: Retalhar transforma resíduos têxteis em inovação socioambiental


NEGÓCIOS DE MODA – Uma busca rápida de definição da palavra PROPÓSITO no Google indica que se trata de um substantivo masculino cujos significados são: 1. intenção (de fazer algo); projeto, desígnio; e 2. Aquilo que se busca alcançar; objetivo, finalidade, intuito. Significados que em função do propósito estão ressignificando coisas e valores no mundo contemporâneo. E com isso, o propósito tem colocado em debate e dado vida a diferentes e criativos negócios relacionados ao universo da moda, como é o caso da Retalhar – empresa da Capital paulista, em atividade desde 2014, que aposta no conceito do Negócio Social para transformar resíduos de tecidos descartados em inovação socioambiental evitando esse acúmulos em aterros sanitários. Continue lendo


• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Responsivo por

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: