Arquivos As Colunistas — Página 5 de 7 — Moda Sem Crise
22 • novembro • 2016

A Garota no Trem e a culpa nossa de cada dia


LADO B – Eu adoro um bom livro de suspense! E nos últimos dias, vi e ouvi muitos comentários sobre o filme “A Garota no Trem”, que está em cartaz nos cinemas brazucas. Apesar de não ter assistido ao filme ainda, considero a história uma das melhores que eu li em 2015 e fico muito feliz de ver que muitas pessoas estão lendo o suspense escrito por Paula Hawkins, um thriller que chama atenção para relacionamentos abusivos, alcoolismo e depressão.

the-girl-on-the-train-main-quad

Pôster do Filme “A Garota do Trem” – Google Imagens

Continue lendo


20 • novembro • 2016

E 27 miomas uterinos depois posso escolher se quero ser mãe


CAUSE MARIA – Nunca fui uma pessoa que se dedicou a exames preventivos ou a visitas constantes a médicos. Por ter iniciado a vida sexual bem tarde, também tive poucas passagens por ginecologista, sempre com exames básicos como o papanicolau, mas nada além disso. Sentia cólicas menstruais, mas também nunca me preocupei em investigá-las. Um remedinho resolvia e estava tudo certo. Continue lendo


19 • novembro • 2016

Ame-se


ARTIGO – Autoestima parece ter se tornado a palavra mágica que tornará qualquer coisa possível. Mas autoestima não se ensina em curso nem se aprende em livro, por mais que as ofertas destes se multipliquem. Pelo simples detalhe de que ela vem de dentro, precisa ser desenvolvida por cada um. Não há receita, o que está sendo oferecido são informações para que cada pessoa se aprimore. Quando se pretende adquirir autoestima de fora para dentro, preocupando-se apenas com o comportamento que a manifesta, não há mudança nem conquista. Autoestima não se veste na moda, não segue modelos, não usa cabelos ou adereços do ídolo do momento. Autoestima se autoinventa, se constrói. Continue lendo


17 • novembro • 2016

Temos um tempo para tudo?


FATOS E DEVANEIOS – Quando eu era criança, um casal de vizinhos com gostos completamente diferentes dos da minha mãe me emprestava CDs de cantores e bandas que nunca eram ouvidos em casa. Quando peguei o do Renato Russo, com músicas em italiano, fiquei encantada e o ouvi por dias e dias. Já o do Engenheiros do Hawaii, que hoje me agrada, do alto dos meus 11 anos, achei um tédio. Devolvi dizendo que não havia gostado e os vizinhos acharam graça na minha espontaneidade.

Continue lendo


16 • novembro • 2016

Uma coisa tem a ver com a outra


MESA CORRIDA – Apesar de ter me interessado logo de cara pela proposta de manter uma coluna de gastronomia e alimentação no Moda Sem Crise, confesso que uma dúvida pairou no ar: como poderei contribuir? Eu sou absolutamente leiga no universo da moda. Todos os dias saio de casa sem maquiagem, vestindo calça e camiseta mais necessariamente confortáveis do que bonitas. Nada de acessório, porque assim como a make, é proibido na cozinha e eu morro de preguiça do tira e põe na hora da troca de uniforme. Continue lendo


08 • novembro • 2016

A Mulher Maravilha no cinema, na ONU e na festinha infantil


LADO B – Eu, como toda boa garota nerd, cresci apaixonada pela Mulher Maravilha. Era minha personagem preferida nos desenhos animados e nos gibis, meus grandes amigos da infância. Sonhava que, assim como ela, teria forças para lutar contra o mal e fazer justiça num mundo tão imperfeito. Bom, anos e anos depois, ainda continuo fã da princesa Diana de Themyscira, e acredito que, para muitas meninas, ela pode ser um símbolo de “paz, justiça e igualdade”. Continue lendo


05 • novembro • 2016

Vista-se de amizades verdadeiras


CAUSE MARIA – Como uma garota que ama ler e escrever, sempre gostei de refletir sobre o significado das palavras. Não só como escrita e teoria, mas sobre o que de fato essas coisas acrescentam em nós e em nosso estilo de vida. Esta semana, estive refletindo sobre a palavra amizade e tudo o que a cerca. Sempre tive muito apreço por ela e sempre tive em mente que amizade verdadeira é aquela que acrescenta. Continue lendo


31 • outubro • 2016

Qual filtro você usa para a vida?


LADO B – As redes sociais estão ai ganhando mais corações e adeptos a cada dia. Desconhecidos tornam-se celebridades da noite para o dia capturando o click perfeito e exibindo-o em seu perfil. E nós, reles desconhecidos nesse mundão, muitas vezes nos deixamos levar por essa realidade de filtros e substituímos momentos espontâneos por fotos produzidas. Será que vale a pena substituir o sorriso pelo carão? Continue lendo


24 • outubro • 2016

Na Malha descobri que cada roupa tem uma história


LADO B – Sempre pensei que cada roupa tem uma história, mas até agora, a história das minhas roupas começava a partir do momento que eu as colocava pela primeira vez. Ah, que tola ilusão! Descobri que essa história começa muito antes das peças chegarem em minhas mãos e entender esse processo iniciou uma pequena revolução em minha mente, assim como no meu armário.

Sábado, dia 22 de outubro, visitei a Malha, um espaço incrível de coworking voltado para moda e todos os profissionais que englobam o processo de produção do segmento. Foi a primeira edição da Feira da Malha, com o tema Moda X Território, que vai muito além do território físico. Uma festa linda, cheia de sorrisos, energia positiva e muitas ideias sensacionais. Continue lendo


20 • outubro • 2016

Me representa, mas não me empodera!


CAUSE MARIA – Sempre gostei muito de programas relacionados à moda e beleza, desde muito pequena. O concurso de Miss Brasil era um deles. Assistia pela TV e, nos anos 80, lembro que era apresentado pelo Silvio Santos. Sei que assistia todos os anos, porém, guardei em mente apenas uma das ganhadoras do concurso. Deise era o nome dela. O ano era 1986 e eu tinha apenas 6 anos. Mas me lembro.

me-representa-mas-nao-me-empodera-foto-reprodução

Deise Nunes (Miss Brasil 1986)

Atualmente falamos muito sobre representatividade. E talvez seja este um dos fatores que me fez guardar a Deise em minha mente. Uma mulher negra com cabelo armado e crespo sendo coroada como uma princesa. Sim, características em comum, como o tipo de cabelo e cor da pele, talvez tenham causado essa identificação. Lembro ainda, que torci por ela, não sei se por ser a mais bonita, mas por ser a que me representava. Continue lendo


• Instagram •

Follow @modasemcrise

Moda Sem Crise • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Logotipo por Marina Takeda • Desenvolvido por Responsivo por

Newsletter

Receba no seu e-mail as atualizações do Moda Sem Crise! É só assinar aqui: